segunda-feira, 21 de agosto de 2017

O mar esta pequeno? Mais um navio da US Navy colide com mercante

O destroyer da classe "Arleigh Burke", DDG-56 "USS John McCain" se envolveu em uma colisão no Estreito de Malaca ao leste de Singapura. Essa é a segunda colisão envolvendo navios da US Navy com navios mercantes em dois meses.

Ás 6:24 da manhã desta segunda (21), hora local, o DDG-56 "USS John McCain" foi abalroado pelo petroleiro Alnic MC que atingiu em cheio o destroyer norte americano próximo á polpa. A colisão deixou 5 feridos e 10 desaparecidos entre os tripulantes do "USS John McCain".

Quatro marinheiros foram evacuados por um helicóptero da Marinha de Singapura para um hospital para o tratamento de lesões e passam bem, disse a Marinha dos EUA. Um quinto marinheiro ferido não exigiu mais atenção médica.

Navios e meios da Marinha de Singapura, rebocadores e aeronaves da Marinha dos EUA, juntaram-se à busca dos 10 marinheiros desaparecidos.

O navio estava fazendo uma escala de rotina em Singapura após realizar uma operação semana passada navegando próximo a uma das ilhas artificiais da China no Mar da China Meridional.

O "USS John McCain" voltou ao porto por meios próprios e atracou na base naval de Singapura com "danos significativos" em seu casco.

A 7ª Frota da US Navy disse em comunicado que os compartimentos adjacentes, incluindo o alojamento da tripulação, máquinas e salas de comunicação, foram inundados com a colisão. É bem provável que os desaparecidos tenham ficado presos no alojamento quando o mesmo foi alagado após a colisão, como ocorrido no "USS Fitzgerald".

Uma resposta imediata do controle de danos impediu novas inundações que comprometessem a flutuabilidade do navio.

O governo de Singapura informou que nenhum tripulante do petroleiro se feriu, com o navio tendo sofrido danos apenas em um compartimento na proa do navio, cerca de sete metros acima da sua linha d'água. Ainda foi informado que não houve derramamento de óleo no mar.

As vias ​​no torno de Singapura são algumas das mais movimentadas e mais importantes do mundo, levando cerca de um quarto do comércio mundial de bens e petróleo.

Não houve explicação imediata para causa da colisão, a US Navy comunicou que uma investigação será realizada para determinar as causas do acidente e punir os responsáveis.

Essa é a segunda colisão envolvendo um navio da 7º Frota nos últimos dois meses.

Em junho sete marinheiros morreram quando o "USS Fitzgerald" e um navio porta contêiner colidiram próximo ao Japão.

"USS Fitzgerald" após colidir com navio mercante
A Marinha dos EUA anunciou semana passada que havia dispensados de suas funções os dois oficiais seniores do "USS Fitzgerald".

O Alnic MC é um navio petroleiro e químico com 183 metros, registrado sob bandeira liberiana, de acordo com os dados de registro da embarcação.

O USS Fitzgerald e o USS John McCain possuem dentre seu arsenal o sistema de defesa contra mísseis balísticos (BMD) e baseados na mesma esquadra no Japão. A 7ª frota tem seis navios designados para patrulhas BMD, com metade deles em patrulha. Sendo um importante componente de defesa contra as ameaças realizadas pela Coréia do Norte.

GBN News - A informação começa aqui
com agências






0 comentários:

Postar um comentário