quinta-feira, 17 de agosto de 2017

EUA criticam ameaça do Irã de deixar acordo nuclear em caso de novas sanções

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, criticou nesta terça-feira as ameaças do Irã de se retirar do acordo nuclear se a Casa Branca impuser novas sanções contra o país.
"Não se pode permitir que o Irã utilize o acordo nuclear para tornar o mundo refém. O Irã, sob nenhuma circunstância, deve ser permitido a possuir armas nucleares", afirmou Halley em um comunicado.
A missão americana na ONU também indicou na nota que as novas sanções contra o Irã, aprovadas recentemente pelo Congresso, não têm relação com o acordo nuclear firmado em 2015.
O comunicado diz que essas sanções são uma resposta ao "apoio flagrante do Irã ao terrorismo mundial, ao tráfego de armas, ao lançamento provocativo e desestabilizador de mísseis e graves violações aos direitos humanos".
As afirmações de Haley foram feitas após o presidente do Irã, Hassan Rohani, ter subido o tom das ameaças sobre uma possível saída do acordo nuclear. Rohani disse que isso pode ocorrer em "um tempo curto, não em um prazo de semanas ou meses, mas dias ou horas".
O presidente iraniano disse que o país poderia rapidamente voltar a uma situação mais avançada em nível nuclear do que no momento inicial das negociações.
Haley deve visitar na próxima semana a sede da Agência Internacional de Energia Atômica (OIEA), em Viena, para discutir as atividades nucleares do Irã. 

Fonte:EFE

0 comentários:

Postar um comentário