quarta-feira, 8 de junho de 2016

Violência no mundo atinge pior nível em 25 anos

O Global Peace Index 2016 (Índice Global da Paz), divulgado pelo Instituto de Economia e da Paz nesta quarta-feira (08/06), aponta que a violência aumentou em todo o mundo, atingindo o pior nível em 25 anos.
O índice, que mede 23 indicadores – como incidência de crimes violentos, níveis de militarização e importação de armamentos – indica que os conflitos no Oriente Médio são os maiores responsáveis pelo aumento da violência global.
"Com frequência, em meio ao caos atual no Oriente Médio, perdemos a perspectiva sobre outras tendências positivas", afirmou Steve Killelea, fundador do Instituto de Economia e da Paz.
"Ao observarmos o ano passado, se não levássemos em conta o Oriente Médio [...] o mundo teria sido mais pacífico", disse Killelea. Mais de 100 mil pessoas morreram em conflitos em 2014. Em 2008, foram 20 mil. A Síria, com 67 mil mortes em 2014 em meio à guerra civil, foi responsável pela maior parte desse aumento.
De acordo com o levantamento, a maioria dos ataques considerados "terroristas" concentrou-se em cinco países: Síria, Iraque, Nigéria, Afeganistão e Paquistão.
Custo da violência
Segundo o índice, o custo econômico da violência em 2015 foi de 13,6 trilhões de dólares, ou seja, 13,3% do PIB global. Esse valor é 11 vezes maior do que o total dos investimentos estrangeiros diretos em todo o mundo.
"Entretanto, os gastos com o estabelecimento e a manutenção da paz se mantêm proporcionalmente baixos em comparação ao impacto econômico da violência, representando apenas 2% das perdas globais resultantes dos conflitos armados", disse Killelea.
A Europa é a região menos violenta em todo o mundo, apesar de uma queda no índice em razão dos ataques terroristas em Paris e Bruxelas. A Islândia é considerada o país mais pacífico, seguido da Dinamarca, Áustria, Nova Zelândia e Portugal.
Os Estados Unidos foram considerados o 103º país mais pacífico, entre os 163 relacionados no índice. O Japão ocupa a nona colocação, à frente da Alemanha (16º) e do Reino Unido (47º). Após os ataques terroristas do ano passado, a França caiu apenas uma posição, ocupando a 46ª posição. O Brasil ficou em 105º lugar.
Os países mais violentos são a Síria, seguida do Sudão do Sul, Iraque, Afeganistão e Somália

Fonte: Deutsche Welle

0 comentários:

Postar um comentário