segunda-feira, 6 de junho de 2016

Alemanha busca operação conjunta de C-130 com aliados, seria uma oportunidade para o KC-390?

O Ministério da Defesa da Alemanha está em negociações com nações aliadas para operar conjuntamente uma frota de aeronaves C-130 Hércules, de acordo com fontes.

As fontes, que falaram sob condição de anonimato, disseram que as discussões estão em curso com a Holanda, EUA, Grã-Bretanha e França, os quais têm C-130 no seu inventário. Os EUA operam mais de uma dúzia de aeronaves C-130 da 86th Ala de Transporte Aéreo baseada em solo alemão.

A força aérea alemã está pressionando por uma aeronave de transporte menor que o Airbus A400M para operações em pequenos e precários aeródromos. O envio de tropas da Bundeswehr ao Mali lançou luz sobre as deficiências do relativamente pesado A400M em condições adversas. O avião da Airbus também não é considerado como ideal para as necessidades das forças especiais.

Em 2021, o última obsoleto C-160 Transall vai se aposentar e a Alemanha vai encontrar o que as autoridades consideram como uma lacuna em sua capacidade.

Fontes disseram que as negociações com a França estão em um nível avançado. O país vizinho, que também opera o Transall e aeronaves A400M, realizou recentemente compras adicionais de aeronaves C-130 para preencher as lacunas causadas pelo atraso na entrega dos A400M e a obsolescência do Transall.

Além de voar para as forças especiais, os franceses também querem que o C-130 realize o reabastecimento em voo de helicópteros. Não está claro se uma versão futura do A400M poderia realizar tal façanha. Quando em 2022 é esperado que a Alemanha receba novos helicópteros de carga pesada para substituir seus CH-53G, as forças armadas da Alemanha também terão a necessidade de reabastecimento aéreo.

Um pré-requisito para a Alemanha para participar de uma frota comum de C-130 é o direito de dispor de alguns dos aviões em algum ponto. Ao lado do co-financiamento, o Ministério da Defesa alemão está ponderando adquirir um número limitado de C-130 para uma solução deste tipo.

Tal necessidade européia abre uma boa oportunidade ao novo produto da Embraer, que em breve terá a conclusão do KC-390, uma aeronave que se encaixa perfeitamente ás necessidades européias, oferecendo não apenas as capacidades de operação em pistas não preparadas, como a capacidade de atender as necessidades de realizar reabastecimento aéreo e operações com tropas especiais, tendo a seu favor o baixo custo operacional e as performances excepcionais da aeronave que a Embraer desenvolveu em acordo com os requisitos da Força Aérea Brasileira.

GBN seu canal de informação e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário