quarta-feira, 8 de junho de 2016

EUA dizem que caça da China fez interceptação "arriscada" de avião espião

Um caça chinês fez uma interceptação "arriscada" de um avião espião dos Estados Unidos durante uma patrulha de rotina na terça-feira no espaço aéreo internacional sobre o mar do Leste da China, disse o Comando dos EUA no Pacífico, e Pequim voltou a exigir o fim dos voos de vigilância norte-americanos na região.
A interceptação envolveu dois caças de combate chineses J-10 e um avião de reconhecimento RC-135 da Força Aérea dos EUA, informou o comando em um comunicado.
"Um dos caças chineses empregou um nível de aproximação excessivo e arriscado na interceptação da aeronave RC-135. A avaliação inicial é que isto parece ser um caso de conduta aérea imprópria, já que nenhuma outra manobra provocadora ou insegura ocorreu", disse o Comando dos EUA no Pacífico, sem detalhar quão perto o caça chinês chegou do avião de seu país.
"O Departamento de Defesa está tratando do assunto com a China através dos canais diplomáticos e militares apropriados", afirmou a comunicação.
O Ministério da Defesa chinês disse ter tomado conhecimento do relato e o estar investigando.

"Julgando pelo relato, o lado norte-americano mais uma vez está exagerando deliberadamente o tema da vigilância atenta da China com aeronaves militares dos EUA", disse a pasta à Reuters em um comunicado.

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário