sábado, 25 de junho de 2016

O 767 da FAB esta quase pronto!

A primeira da novas aeronaves Boeing 767-300ER que a FAB  arrendou junto á Colt Transportes S.A, está na fase final do processo de pintura e adequação. A aeronave deverá operar no Esquadrão Corsário (2º/2º GT), sediado na Base Aérea do Galeão no Rio de Janeiro.
O contrato assinado em Washington tem valor de 19,8 milhões. Segundo consta no edital, o Boeing 767-300ER e seus equipamentos, deverão ter uma disponibilidade operacional média igual ou superior a 80%, devidamente registrados nos SILOMS (Sistema Integrado de Logística de Material e de Serviços), para atender a meta estabelecida pela Diretoria de Material Aeronáutica e Bélico (DIRMAB), por um período de 36 (trinta e seis) meses, podendo ser prorrogado por mais 12 (doze) meses.
A locação da aeronave é uma medida emergencial e provisória, visando ocupar a lacuna de capacidades operacionais da FAB com a retirada de operação do KC-137, que atendia as necessidades de transporte de tropas e cargas em longas distâncias, o que permitirá à FAB cumprir, com mais eficiência, as diversas atividades como apoio ao contingente militar brasileiro que atua no exterior em missões de paz como no Haiti e Líbano, resgate de brasileiros em áreas de conflito, atividades humanitárias dentre várias possibilidades de operação.
O Boeing 767-300ER que irá operar na FAB possui capacidade para 254 passageiros e payload de 43,8 toneladas, será equipado com 30 contâineres do modelo LD-2. A força aérea busca a liberação de verba em seu orçamento para a aquisição de até quatro aeronaves do mesmo tipo afim de converte-las para cumprir com as missões de reabastecimento em voo e apoio aéreo estratégico que hoje estão sendo executadas pelos C-130 Hércules, deixando ainda uma lacuna nas capacidades da FAB.

GBN seu Canal de informações e notícias

0 comentários:

Postar um comentário