segunda-feira, 6 de junho de 2016

'Ucrânia é somente um pretexto para OTAN'

Moscou nunca atacará qualquer país da OTAN, isso é claro para todos os políticos responsáveis, disse na segunda-feira o ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov.

"A nossa atitude à expansão da OTAN e à expansão do chamado programa de parceria, com instalação de infraestruturas militares perto da nossa fronteira, não mudou. Em doutrinas da nossa segurança está fixado de forma clara que uma das ameaças principais à segurança é a expansão da OTAN para leste… sublinho que não consideramos o fato de existência da OTAN como uma ameaça, mas o modo como essa aliança militar age na prática", disse Lavrov na coletiva de imprensa realizada na segunda-feira (6).

Segundo o chanceler russo, "os analistas sérios não têm nenhumas dúvidas que agora a OTAN agarrou o pretexto que foi apresentado pelo golpe de Estado na Ucrânia, e pela nossa reação à tentativa de discriminar os russos da Ucrânia, para inventar um novo sentido para a existência da Aliança".

"Estou certo que todos os políticos sérios e honestos sabem bem que a Rússia nunca atacará qualquer país da Aliança do Atlântico Norte. Não temos quaisquer planos para isso. Penso que a OTAN sabe bem disso, mas usa esse pretexto para instalar mais equipamentos e batalhões como garantia para os EUA continuarem controlando todo este espaço", disse.

Recentemente, a OTAN anunciou planos para reforçar sua presença no Leste da Europa. Segundo o secretário-geral da OTAN, se planeja tomar medidas adequadas como resposta às ações da Rússia na Crimeia e Leste da Ucrânia.

Fonte: Sputnik News

0 comentários:

Postar um comentário