quinta-feira, 30 de junho de 2016

Rússia não vê necessidade de manter base aérea na Síria


Não há grande necessidade de uma base militar russa permanente na Síria, a questão será decidida pelo Ministério da Defesa russo, consoante a situação político-militar do país, disse o embaixador russo para a Síria, Alexander Kinshchak, a repórteres nesta quinta-feira (30).

"A questão de quanto precisamos dela não será decidido de acordo com os desenvolvimentos político-militares na Síria ou em torno dela", disse ele. "Na opinião do Ministério da Defesa, não há grande necessidade militar de possuir um campo de pouso adicional lá."

Kinshchak lembrou uma declaração feita por militares russos que as tarefas militares necessárias poderiam muito bem ser cumpridas a partir do território da Rússia. "Não há nenhuma necessidade especial de um aeródromo adicional na Síria", disse ele.

A posição russa em território sírio segue muito mais a necessidade do governo sírio de possuir um apoio mais aproximado das forças russas no combate ao EI e grupos terroristas em seu território.

Há de se levar em conta as capacidade de deslocamento e operação a grande distância desenvolvida pela força aérea russa. Lembrando que seu vasto arsenal lhe dá capacidade com folga para atingir seus inimigos além de suas fronteiras, como foi comprovado com os ataques lançados pela marinha russa contra alvos na Síria, os mísseis Kalibr com seu alcance e precisão são uma grande prova do poderio russo na atualidade, isso sem levar em consideração os meios aéreos disponíveis.

GBN seu canal de informações e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário