domingo, 5 de junho de 2016

Rússia diz que EUA se recusam a discutir sistema de defesa de mísseis, diz agência

Os Estados Unidos recusaram ofertas da Rússia para discutir o programa de defesa de mísseis de Washington, disse o vice-ministro da Defesa russo, Anatoly Antonov, chamando a iniciativa de "muito perigosa", de acordo com a agência de notícias Interfax neste domingo.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou a Romênia e a Polônia no mês passado de que podem entrar no radar de foguetes russos por estarem abrigando elementos do escudo de mísseis que Moscou considera uma ameaça à sua segurança.
Falando durante um fórum em Cingapura, Antonov disse que o projeto dos EUA está criando problemas tanto para a Rússia quanto para a China, reclamando que Moscou havia, muitas vezes, pedido para que os norte-americanos repensem seus planos, relatou a agência de notícias russa.
"Oferecemos cooperação a eles muitas vezes e encontramos maneiras com as quais poderíamos resolver a situação… mas não conseguimos convencê-los a continuar o diálogo sobre essa questão. Como eu compreendo, agora não é a melhor época para que eles façam tais consultas", disse Antonov.
Ele não deu detalhes. Os EUA estão no meio de uma campanha eleitoral presidencial, com a votação a ser realizada em 8 de novembro.
As forças militares dos EUA - que dizem que o escudo é necessário para proteger os EUA e aliados na Europa do Irã, e não para ameaçar a Rússia - passaram a trabalhar na parte romena do escudo no mês passado. Trabalhos ainda são realizados na parte polonesa também. 

"É muito perigoso quando um país garante sua própria segurança às custas da segurança de outros países", disse Antonov, segundo a Interfax. 

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário