terça-feira, 10 de outubro de 2017

OTAN: "Não há problema que a Turquia adquira sistemas de defesa S-400 da Rússia"

"A compra do sistema de defesa aérea S-400 feitos junto a Rússia é uma opção de Ancara, já que os sistemas não se tornarão parte das defesas conjuntas da OTAN", disse Jens Stoltenberg. Os EUA, no entanto, expressaram repetidamente descontentamento sobre opção adotada por Ancara.
"A decisão turca de comprar o sistema S-400 junto a Rússia é uma decisão soberana e não prejudica os interesses da OTAN", disse Jens Stoltenberg, o secretário-geral da OTAN nesta terça-feira (10), acrescentando que já havia discutido a compra com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.
"Falei com o presidente Erdogan quando o conheci em setembro. Eu disse que o tipo de capacidades que as diferentes nações querem adquirir é uma decisão nacional ", disse Stoltenberg.
O sistema que devem ser entregues a Ancara, provavelmente serão usados ​​exclusivamente para as próprias necessidades da Turquia e não serão integrados as defesas conjuntas da OTAN.
"Não houve nenhum pedido da Turquia para integrar o S-400 ao sistema de defesa aérea da OTAN", acrescentou o alto funcionário.
Stoltenberg afirmou que Ancara também estava estudando a compra de sistemas de defesa aérea junto a França e a Itália, citando o que Erdogan lhe disse. Ele não forneceu nenhum detalhe, mas disse que a Turquia estava familiarizada com os sistemas SAMP-T, produzidos por um consórcio italiano-francês.
A decisão de Ancara de comprar o sistema S-400 foi repetidamente criticada por altos militares dos EUA, que afirmaram que esse acordo "seria uma preocupação" para Washington.
A falta de interoperabilidade com sistemas da OTAN foi apontada como um dos principais problemas e o Pentágono insistiu que "o sistema de defesa de mísseis interoperável da OTAN continua a ser a melhor opção".
A Turquia respondeu às críticas da OTAN, dizendo que o país não quer esperar que seus aliados ofereçam proteção.
"O que você espera? Devemos esperar por vocês? Nós cuidamos de nós mesmos em todos os pontos de nossa segurança. Estamos tomando precauções e continuaremos a fazê-lo " , disse Erdogan em agosto.
A Turquia tem considerado há algum tempo a compra de um moderno sistema de defesa aérea de longo alcance. Em 2013, Ancara anunciou planos para comprar o sistema FD-2000 da China, também provocando críticas de Washington. No entanto, o acordo chinês ficou paralisado e acabou sendo descartado.
As negociações para comprar o sistema S-400 junto a Rússia começaram no ano passado, e o acordo parece estar próximo da conclusão, já que a Turquia já efetuou o pagamento inicial em setembro.

GBN News - A informação começa aqui
com agências

0 comentários:

Postar um comentário