sábado, 14 de outubro de 2017

Omaha Beach - O maior e mais sangrento desembarque anfíbio da história

A Segunda Guerra mundial guarda grandes histórias, momentos que marcaram a história da humanidade como nunca um conflito alcançou na história humana nos mais variados pontos de vista, tendo levado a guerra á um novo patamar de brutalidade, mas também trouxe importantes avanços tecnológicos e nos deixou importantes histórias. 

O GBN News tendo o compromisso com nossos leitores de transmitir um conteúdo ímpar, o qual visa trazer não apenas notícias, mas o conhecimento, o debate e trazer a memória importantes fatos da história, pois é de suma importância dar valor ao que aconteceu lá atrás para se compreender o agora.. Diante disso, resolvemos começar a publicar fatos importantes e marcantes da história, não se tratando de uma série de matérias,mas sim um compromisso com a história, numa tentativa de manter viva a memória, tornando estreito o espaço para o perigo representado pelo revisionismo e pseudos historiadores  

Neste artigo vamos falar sobre o maior desembarque anfíbio da história, o qual ocorreu no dia 6 de junho de 1944 na costa da Normandia, representando o ponto de virada da guerra que desde o inicio em 1939, onde até aquele dia as forças alemãs dominavam a maior parte da Europa Ocidental e Central, sendo o famoso Dia D, a virada do jogo á favor dos aliados e o inicio da derrocada do poder tirano do nazismo sobre a Europa.

Dramática evacuação de Dunquerque
Como todos conhecedores da história da 2ª GM, os EUA se mostraram reticentes a entrar no conflito, mantendo uma postura distante e fornecendo apoio limitado aos seus históricos aliados europeus, porém, a história mudou na manhã de 7 de Dezembro de 1941, quando os japoneses lançaram o maior ataque surpresa da história contra base dos EUA em Pearl Harbor. Tal ação japonesa despertou a revolta norte americana levando os EUA a entrar no conflito ao lado dos aliados, iniciando sua participação oficial no conflito contra.

Um ano antes do ataque japonês a Pearl Harbor, milhares de britânicas e franceses foram encurralados em Dunquerque, levando a uma das maiores operações de retirada de tropas da história, um esforço que contou até com auxílio de embarcações de lazer para ajudar nos esforços de retirada dos homens e mulheres que estavam sendo encurralados pelo rápido avanço das forças alemãs em direção a Dunquerque. Quando os alemães atravessaram a Europa num avanço sem igual, usando a famosa "BlitzKrieg", os aliados encontraram-se presos no litoral norte da França forçando a sua evacuação rumo a Grã-Bretanha afim de evitar um massacre.

Soldado alemão em Stalingrado
Hitler assegurando a hegemonia de suas forças sobre a porção ocidental da Europa, passou a voltar sua atenção em direção a Rússia iniciando a desastrosa Operação Barbarossa com a invasão da Rússia. A Rússia foi surpreendida pela súbita mudança alemã no curso do conflito, embora até então houvessem sinais de que a aliança entre os nazistas e comunistas estivesse por um fio, não se esperava que a Alemanha resolvesse atacar naquele momento abrindo uma frente na oriental. O que levou a um grande banho de sangue e o resto desta parte da história será abordado no nosso próximo artigo.

A Rússia então buscou se aliar aos EUA e Grâ Bretanha, apesar de ter conseguido conter o avanço nazista nas margens do Rio Volga, os comunistas passaram a pressionar cada vez mais a Grã-Bretanha e os EUA para atacar seu inimigo comum e estabelecer uma frente ocidental contra as forças nazista, o que forçaria a Alemanha a se desdobrar em duas frentes e assim reduzindo sua força de ataque e capacidade de se manter forte. Tal fato levou os Aliados a começar a planejar a maior operação anfíbia de toda história, um plano extremamente ousado e que se tivesse o efeito esperado, representaria uma guinada nos rumos do conflito em favor dos aliados.

Quatro anos após a humilhante retirada de Dunquerque, os aliados dariam uma resposta definitiva aos nazista, quando uma gigantesca operação envolvendo um enorme contingente de tropas aliadas desembarcaram nas praias da Normandia no norte da França, até então ocupada pelos nazistas, marcando a  retomada de uma frente ocidental contra a Alemanha nazista.

A operação Neptuno, como a missão era denominada, viria a ser lembrada como o início da libertação da França, e o princípio da derrota do regime nazista no continente europeu. No entanto, os primeiros desembarques foram marcados por embates sangrentos, com ferrenha resistência, levando á uma enorme batalha pelo controle de cada palmo daquelas praias estratégicas.

A operação de assalto anfíbio na Normandia custou um preço elevado para os Aliados, especialmente na Praia de Omaha, onde a resistência alemã foi mais forte. A invasão foi dividida em vários setores da costa da Normandia, denominados por Utah, Omaha, Gold, Juno, Sword, onde cabe aqui ressaltar que em nenhum dos setores os combates foram mais intensos do que em Omaha.

Tomar a praia de Omaha era um ponto essencial da estratégia dos Aliados para retomada da França, pois a conquista daquela "cabeça de praia", era primordial para ligar as tropas que desembarcaram em Gold Beach com as forças que desembarcaram em Utah, garantindo o domínio pleno do litoral. As tropas americanas foram incumbidas desta missão, apoiada pela artilharia naval, enfrentaram uma série de dificuldades antes mesmo de conseguir chegar à costa, perdendo muitos homens durante a abicagem na praia e em seu desembarque.

Os ventos fortes e problemas de navegação resultaram em muitas das embarcações sendo espalhadas por vários pontos da praia, dispersando um pouco do poder de fogo no desembarque. Isso aumentou o caos quando a primeira onda de ataque foi avistada pelas defesas alemãs inesperadamente resilientes. Diversos obstáculos haviam sido colocados na praia, como arame farpado, estacas afiadas e tripés de metal, levando á um progresso lento na areia, enquanto as posições das metralhadoras fortemente fortificadas mantinha fogo cerrado sobre as forças que desembarcavam e tentavam avançar no terreno.

As forças aliadas conseguiram avançar contra as posições alemãs, realizando assaltos improvisados ​​contra os bunkers e posições da artilharia alemã, levando a tomada do controle da praia. Mas o custo para os aliados foi extremamente alto, onde cerca de 2000 soldados morreram para tomar a praia de Omaha. Ficando na história como a maior operação de desembarque anfíbio da história.

Hoje quem visita as praias da Normandia, dificilmente são capazes de imaginar quanto sangue banhou aquelas praias, um sacrifício imenso e sem preço pela liberdade.

GBN News - A informação começa aqui

0 comentários:

Postar um comentário