quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Voa primeiro AH-11B Super Lynx modenizado da Marinha do Brasil

Nesta quinta-feira (28) a Agusta/Westland, parte do Grupo Leonardo, anunciou que o primeiro voo da primeira aeronave Super Lynx das oito a passarem pelo processo de modernização foi bem sucedido. Os oito helicópteros Super Lynx Mk21B da Marinha do Brasil estão sendo modernizados nas instalações da Leonardo na Inglaterra. Com a modernização dessas aeronaves a Força Aeronaval da Marinha do Brasil terá um significativo incremento em suas capacidades, resultando em melhor desempenho da aeronave e efetividade na missão.  

O Super Lynx Mk21B está equipado com dois motores CTS800-4N de nova geração, que já são utilizados nos helicópteros Super Lynx 300 e AW159, que proporcionam aos helicópteros grandes melhorias de desempenho, especialmente em ambientes quentes,  como é o caso do clima típico no Brasil, aumentando a capacidade de carga útil e o desempenho nas missões. As aeronaves da Marinha do Brasil vão contar com um novo glass cockpit, que será complementado por uma suíte de aviônicos avançados compreendendo um processador tático, sistema de navegação por satélite, e sistemas de auxílio á navegação incluindo um Traffic Collision Avoidance System (TCAS), Automatic Identification System (AIS), receptor de alarme de radar/medidas de apoio eletrônico e dispensadores de contramedidas (RWR, MAGE e CME), integrados, e um cockpit compatível com Night Vision Goggle (NVG), juntamente a um guincho de salvamento elétrico. 

O primeiro voo estabelece um novo marco no longo relacionamento entre a Leonardo e a Marinha do Brasil, a qual opera os helicópteros Lynx desde 1978.  

A Marinha do Brasil tem uma vasta experiência na operação com aeronaves da família "Lynx", tendo contado com várias versões do Lynx durante os últimos 39 anos, onde recebeu os primeiros nove helicópteros Lynx Mk21 ainda em 1978. Em julho de 1996 a Marinha do Brasil recebeu a primeira de nove aeronaves Super Lynx Mk21A. Também modernizando cinco aeronaves da versão Mk21 originais para o padrão Mk21A sob o mesmo contrato, tornando-se o primeiro cliente de exportação a realizar a modernização do Lynx para o padrão Super Lynx. 

A Marinha do Brasil utiliza o Super Lynx Mk21A como um helicóptero multimissão em uma variedade de funções incluindo: observação, ataque de superfície, monitoramento de alvos, designação de alvos além-do-horizonte, ataques vetorados a submarinos, guerra eletrônica, operações especiais, transporte de tropas, caça a minas, busca e salvamento, evacuação aeromédica, tarefas humanitárias e levantamento fotográfico.

Sem sombra de dúvidas os Super Lynx da Marinha do Brasil ainda terão muitos anos de excelentes serviços prestados, sendo uma aerona ímpar no inventário de nossa Marinha.

GBN News- A informação começa aqui
Com informações da Leonardo Helicopters

0 comentários:

Postar um comentário