quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Iraque avança contra EI e inicia ofensiva para libertar Hawija

O Iraque iniciou uma ofensiva contra o Estado islâmico em Hawija, província de Kirkuk, de acordo com anuncio do primeiro ministro iraquiano. O território é uma das últimas áreas ainda sob controle do EI no país.
"No início deste novo dia, anunciamos o início da primeira etapa da libertação de Hawija, de acordo com nosso compromisso com nosso povo de libertar todo o território iraquiano e erradicar grupos que apoiem o terrorismo", disse o primeiro-ministro Haider al-Abadi em declaração nesta quinta-feira (21), publicado pela AFP.
O exército iraquiano, a força de resposta rápida e principalmente os xiitas do Hashd al-Shaabi estão participando da operação. A coalizão liderada pelos EUA está fornecendo apoio aéreo às forças iraquianas.
O Comando de Operações Conjuntas do Iraque também anunciou a operação, de acordo com rede de notícias local.
A operação foi confirmada pelo coronel do exército dos EUA, Ryan Dillon, porta-voz da Operation Inherent Resolve (OIR), coalizão liderada pelos EUA contra o EI. Ele advertiu que o grupo extremista "agora enfrenta o poder da ISF (Forças de segurança iraquianas)".
Dillon também informou que na quarta-feira (20) a Força Aérea iraquiana havia lançado folhetos na área, pedindo que militantes do EI se rendam e fornecendo instruções de segurança para população civil.
A coalizão liderada pelos EUA estimou que existem menos de 1.000 combatentes na região de Hawija.
Hawija esta localizada à 240 quilômetros ao norte de Bagdá, é um dos últimos territórios ainda sob controle dos extremistas do EI, região capturada pelo grupo em junho de 2014. A cidade tem uma população de cerca de 245 mil habitantes e é um distrito com maioria sunita.
O anúncio da operação ocorre depois que aeronaves iraquianas e da coalizão intensificaram os ataques aéreos contra posições em Hawija no início deste mês, visando atingir instalações do EI.
O governo iraquiano expressa otimismo sobre a erradicação do EI no país, no final de agosto um embaixador disse que o Iraque está "nas últimas etapas ou capítulos para fechar a página do terrorismo no país".
No domingo (17), uma base da coalizão liderada pelos EUA em Hawija foi atacada por suicidas. No entanto, todos os terroristas foram mortos antes de cumprir sua missão, e nenhum soldado iraquiano ou da aliança foi ferido, de acordo com porta voz norte americano.
O Iraque tem conseguido realizar um rápido avanço contra o EI, retomando importantes redutos do grupo no país, que assim como a Síria, assistiu há alguns anos a perda de importante parte de seu território para os extremistas que inclusive proclamaram a fundação de um califado do Estado Islâmico.

GBN News - A informação começa aqui
com agências

0 comentários:

Postar um comentário