sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Egito recebe novo navio comprado junto a França

O Egito tomou posse oficialmente de sua nova corveta no porto de Lorient, na França, nesta sexta-feira (22), segundo fontes egípcias.
Em uma cerimônia oficial, o vice-almirante Ahmed Khaled, um comandante da Marinha do Egito, içou a bandeira egípcia sobre a corveta da Classe "Gowind 2500".
A corveta que foi batizada "Al-Fateh", será incorporada a Marinha do Egito como parte de um acordo assinado no ano passado, que incluiu também a compra de outros três navios a serem construídos em Alexandria com assistência francesa.
A nova corveta adquirida pelo Egito é capaz de detectar e destruir submarinos, com projeto concebido afim de ser capaz de realizar múltiplas tarefas, como a segurança de linhas de transporte marítimo e a escolta de navios e proteção de portos, as "Gowind 2500" são um meio muito capaz e uma opção atraente no mercado de defesa para esta classe de navios.
Desde a ascensão ao poder do presidente egípcio Abdel-Fattah al-Sisi em 2014, as relações entre o Cairo e Paris foram caracterizadas por vários grandes negócios no campo de defesa, tendo sido um grande marco a aquisição pelo Cairo dos dois Mistrais que eram destinados originalmente à Rússia.
O Egito tem investido bilhões no reaparelhamento de suas forças armadas, adquirindo meios dos mais variados fornecedores, sendo um importante cliente no mercado internacional de defesa.
Enquanto isso do outro lado do mundo, a nossa Marinha do Brasil aguarda pacientemente uma posição favorável do Planalto afim de prosseguir no seu intento de conceber a nova classe de corvetas brasileiras, nomeada de Classe "Tamandaré", programa que tem enfrentado obstáculos orçamentários diante do descaso com o orçamento destinado á defesa do país, uma marcante falta de compromisso do governo federal com a segurança nacional e programas essenciais á defesa e nossas forças armadas.

GBN News - A informação começa aqui
com agências

0 comentários:

Postar um comentário