quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Russos podem estar violando sanções e fornecendo combustível à Coreia do Norte

Ao menos oito navios norte-coreanos deixaram a Rússia com cargas de combustível este ano a caminho do país, apesar de ter declarado outros destinos, em um movimento que, segundo os Estados Unidos, tem como objetivo driblar as sanções impostas pela comunidade internacional a Pyongyang. 
A movimentação dos navios foi identificada em dados de monitoramento de marinha mercante da Rússia, mas não há evidências de ilegalidade, uma vez que não é proibido para um navio mudar de rumo e não está claro se o combustível foi descarregado na Coreia do Norte. Apesar disso, autoridades americanas dizem que a manobra tem como objetivo evadir as sanções. 
Segundo o Departamento do Tesouro, a mudança de curso dos navios e o uso de diversas empresas em seus negócios têm como objetivo maquiar dados sobre a importação de combustível, restringida pelas Nações Unidas. 
“Como parte dos esforços para adquirir receita, o regime norte-coreano está usando uma rede de embarcações para importar e exportar bens”, disse o subsecretário do Tesouro Marshall Billingslea ao Comitê de Assuntos Exteriores do Congresso. “A Coreia do Norte emprega práticas enganosas para esconder a origens desses bens e rotineiramente falsifica a identidade das embarcações.”
Os navios partiram de Vladivostok, na Rússia Oriental, com destino para a China e a Coreia do Sul. Após a partida, no entanto, eles pararam na Coreia do Norte e voltaram para a Rússia, em sua maioria. Eles carregavam óleo diesel. Um dos navios era o Ma Du Sun, um navio norte-coreano que adquiriu combustível da empresa russa IPC em 20 de maio. 
Durante o trajeto, os navios desligaram os transponders e sua rota não foi totalmente identificada.
Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário