sábado, 16 de setembro de 2017

Italianos e franceses se unem para conceber nova fragata antimíssil

Um estudo detalhado esta sendo realizado sobre o desenvolvimento de um novo conceito de fragata franco-italiana antimísseis, e explora a ideia de um sistema europeu de gerenciamento de combate, de acordo com uma fonte francesa do setor de defesa.

"A ideia é ter um sistema europeu de gerenciamento de combate similar ao Aegis", disse a fonte, que falou sob condição de anonimato.

O ministro francês da economia e finanças, Bruno Le Maire, disse 11 de setembro no Twitter que houve uma "reunião construtiva" com seus homólogos italianos, buscando chegar a um acordo sobre a propriedade da STX France, em Saint-Nazaire, no oeste da França .

Esse estudo para uma fragata antimíssil está sendo executado silenciosamente, enquanto Paris e Roma buscam resolver a disputa sobre a STX. Trabalhar em conjunto no desenvolvimento de novos navios de guerra seria um elemento-chave na cooperação procurada entre as indústrias de construção naval e comercial das duas nações.

O estudo "bastante discreto" definiu a arquitetura da nova fragata que será entregue até 2019 após intenso trabalho, segundo a fonte. O sistema antimíssil contaria com míssil Aster B1 NT de longo alcance, a Leonardo também trabalharia no sistema.

A embarcação seria o próximo passo da parceria franco-italiana e uma variante da FREMM para defesa aérea, apelidado de fragata de defesa aérea européia ou FREDA.

O Grupo Naval está interessado em seguir o conceito de navio, que seria construído com a Fincantieri, mas há tensões entre subcontratados, com a competição entre Thales e Leonardo para o radar, disse a fonte.

GBN News - A informação começa aqui
com agências

0 comentários:

Postar um comentário