quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Forças Sírias avançam ferozmente sobre bolsões do EI em Deir ez-Zor

Um ataque pesado aos redutos do Estado islâmico na província de Deir ez-Zor e a capital da região pelas forças do governo sírio continua, Damasco espera eliminar os bolsões de terroristas restantes na cidade dentro de alguns dias.

Depois que o cerco da província de Deir ez-Zor foi rompido durante a primeira semana de setembro, o exército sírio apoiado pela Força Aérea Russa encontrou resistência do EI em algumas áreas vizinhas á cidade.

"Todos os dias há combates. Eles usam armas pesadas ao alcance, ou tentam se infiltrar no meio da noite. Eles atacam com coletes suicidas e carros-bomba. A batalha continua todos os dias", disse o oficial do exército sírio, Ibrahim, pouco antes dele e sua equipe terem lançado ataques pesados nas posições do EI.

Uma equipe de jornalismo da RT News ficou sob o fogo enquanto cobria a as ações da artilharia síria próximo a zona industrial de Deir ez-Zor, o mesmo local em que o tenente-geral russo, Valery Asapov, veio a ser atingido, levando o mesmo a óbito, após a explosão de morteiro lançado por terroristas do EI.

Os terroristas estão jogando tudo o que têm em uma tentativa desesperada de manter suas posições, usando o rio Eufrates para manter sua linha de suprimentos. Na quarta-feira (27), o exército sírio atacou combatentes do EI na área de Hweijet al-Saker, nos bairros de al-Hweiqa, al-Arddi, Khassarat e Kanamat, bem como na aldeia de al-Husseinia ao nordeste da cidade, segundo informou a agência SANA.

Segundo os relatórios , as forças sírias também conseguiram repelir um ataque terrorista na aldeia de Hatlah Tahtani, que é vital para controlar a Ilha Saqr a leste da cidade de Deir ez-Zor. A ilha serve como posição-chave para o controle da parte norte da cidade. 

Apesar da resistência do EI, o exército espera limpar a cidade dentro de alguns dias.


"A cidade de Deir ez-Zor será liberada em uma semana, no máximo. E iremos liberar alguns dos subúrbios também. O custo, sem dúvida, será alto ... é um campo de batalha desafiador. De áreas urbanas densas, para rios exuberantes e até trincheiras ", observou Ibrahim.

As forças sírias também estão empurrando o EI para o leste do rio Eufrates, segundo um relatório da Al-Masdar News. As forças sírias estão usando uma ponte especialmente construída, que foi erguida por engenheiros russos, para mover equipamento militar e tropas adicionais entre as margens do rio.

Proteger o resto da província de Deir ez-Zor pode ser mais difícil, já que Moscou e Damasco temem que, enquanto Washington afirma que está focado na luta contra terroristas do Estado Islâmico, as forças lideradas pelos Estados Unidos atuam de maneira diferente.

No domingo (24), o Ministério da Defesa da Rússia publicou imagens aéreas que, segundo eles, mostram equipamentos das forças especiais do Exército dos EUA situados ao norte de Deir ez-Zor, onde os bolsões terroristas do EI estão ocupando seu terreno.

As tropas dos EUA não enfrentam nenhuma "resistência dos militantes do EI", enquanto suas forças não possuem patrulha, o que pode indicar que "se sentem absolutamente seguros" na área, disse o ministério.

Enquanto Washington negou as acusações, tropas da Força Democrática Síria (FDS), uma milícia predominantemente curda apoiada pelo exército dos EUA, recentemente atacaram posições do exército sírio em Deir ez-Zor, com o objetivo de afirmar o controle sobre a região rica em petróleo e gás do leste da Síria.

Apesar disso, Damasco espera livrar a Síria de todos os terroristas até o final do ano. No início da semana, as forças armadas russas disseram que as forças armadas sírias recuperaram o controle de cerca de 87,4% do território do país.

"Eu digo que as principais batalhas na Síria estão chegando ao fim e, portanto, estamos completando o último capítulo da história desta crise", disse o ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Muallem em uma entrevista. "O estado sírio pretende liberar cada centímetro do nosso país dos terroristas. Se conseguirmos fazer isso antes do final deste ano, só ficaremos felizes com isso ".

GBN News - A informação começa aqui
com agências

0 comentários:

Postar um comentário