terça-feira, 19 de setembro de 2017

Saab se compromete a abrir novas instalações nos EUA

A Saab pretende estabelecer um centro de produção nos EUA para lidar com o desenvolvimento da aeronave fruto da joint venture Boeing-Saab TX.

Mas não está claro se esse planejamento se concretizará caso não consiga conquistar o contrato da Força Aérea dos EUA. 

Em um discurso na conferência anual da Associação da Força Aérea, a chefe de defesa da Boeing, Leanne Caret, e o presidente e CEO da Saab, Haken Buskhe, disseram que o objetivo é que a aeronave T-X tenha mais de 90% construído nos EUA.

"Nosso TX foi projetado e criado para atender ao programa de treinamento da Força Aérea dos EUA, hoje e no futuro. Portanto, a aeronave, incluindo o nosso participação no trabalho de desenvolvimento e sua fabrica deve ser aqui nos Estados Unidos ", disse Buskhe.

Mas muitas questões sobre este projeto ainda não foram divulgadas, incluindo onde serão localizadas as instalações da fabrica. Buskhe disse que sua empresa está olhando para três opções: construir uma nova instalação, trabalhar com uma existente, ou adquirir uma instalação pronta.

Ambos os executivos se recusaram a dizer sobre o trabalho entre a Boeing e a Saab no que tange a divisão de trabalhos.

Espera-se que o programa TX seja definido até o fim deste ano, escolhendo entre os projetos apresentados pela Boeing-Saab com o TX, a Lockheed Martin-KAI com o T-50 e o Leonardo T-100. No entanto, a seleção do programa pode ser adiada pelo mecanismo de financiamento que entrará em vigor em 1º de outubro.

A Caret disse anteriormente que a Boeing e a Saab continuarão a comercializar seu design fora dos EUA, mesmo que não ganhem o contrato da USAF. Caret reafirmou que esse plano permanece firme independente do desfecho do programa da USAF.

No entanto, um comunicado de imprensa emitido pela Saab disse que o plano prosseguirá "se a proposta da Boeing e Saab for selecionada".

GBN News - A informação começa aqui
com agências

0 comentários:

Postar um comentário