terça-feira, 13 de setembro de 2016

Rússia propõe cooperação industrial de defesa à África do Sul

O Serviço Federal Russo para Cooperação Técnico-Militar (FSVTS), pela primeira vez propõe a África do Sul a oportunidade de se engajar em atividade conjunta de pesquisa industrial no domínio da defesa.

"A África do Sul tem um grande potencial industrial, enquanto a Rússia pode oferecer muito no domínio da defesa, segurança e aplicação da lei. Propusemos a longo prazo cooperação no campo Hi-tech", disse Anatoly Punchuk, Vice-Diretor da FSVTS, nesta terça (13) após o primeiro seminário bilateral realizado na véspera da Aerospace & Defense (AAD-2016) maior feira de defesa da África.

O seminário foi assistido por mais de uma centena de especialistas de ambos os países que discutiram aspectos organizacionais e legais para cooperação técnico-militar entre a Rússia e a África do Sul, especificidades de negócios em cada país, proteção de direitos autorais e outras questões.

"Nós discutimos para chegar ao princípio, ou seja, vários modelos de cooperação industrial, incluindo os aspectos financeiros. Temos plataformas de alta tecnologia que podem ser integrados com sistemas Sul Africanos existentes ou talvez com futuras novas tecnologias criadas em conjunto", disse Punchuk.

No seminário o lado russo salientou que as plataformas tecnológicas do MBT T-72 não estão ultrapassadas ​​e que em termos de aeronaves e tecnologias de defesa de mísseis aérea, a Rússia "está na primeira linha".

Os especialistas sul-Africanos demonstraram grande interesse nos helicópteros russos, navios de Guarda Costeira e blindagem. O Secretário de Defesa, Sam Gulube, disse que sua equipe estava "entusiasmada e interessada" em construir um canal de cooperação industrial com a Rússia, mas sublinhou que nenhum contrato poderia ser esperado da noite para o dia.

"Como líderes, temos de dar um começo ao processo, para que o nosso povo possa lidar com questões específicas. É como um casamento. Quando você conhece uma garota bonita em uma festa você não casa com ela no dia seguinte, mas pedi seu número de telefone. Este é um seminário de rede que irá produzir resultados com o tempo ", disse ele.

O seminário foi seguido de uma reunião da comissão intergovernamental conjunta sobre cooperação técnico-militar. Às margens da AAD-2016, Punchuk está programado para atender o ministro da Defesa Sul-Africano Nosiviwe Mapisa-Nqakula.



GBN seu canal de informações e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário