quarta-feira, 28 de setembro de 2016

INS Viraat - Mais antigo navio Aeródromo em operação chega ao seu fim?

O INS Viraat, único porta-aviões operacional da Índia. Irá se aposentar no final deste ano. O que não está decidido ainda é o destino do navio após sua aposentadoria.
o Chefe da Marinha Sunil Lanba, discutiu uma proposta que iria converter o navio em um museu. Atualmente atracado em um estaleiro, o INS Viraat enfrenta a preparação para o desmantelamento, o INS Viraat é um pedaço da história, veja alguns dados sobre este navio:

Mais antigo porta-aviões em serviço no mundo. Com seus 57 anos de idade, o Viraat é o porta-aviões mais antigos do mundo. Serviu á duas marinhas diferentes, na marinha britânica serviu como HMS Hermes, tendo sido encomendado em 1959, teve uma importante atuação durante a Guerra das Malvinas em 1982, onde recebeu seu batismo de fogo, porém, três ano após veio a ser desativado, posteriormente serviu a Marinha indiana, quando recebeu extensos refits e modernizações até ser oficialmente comissionado na Marinha indiana,  para a qual foi transferido em fevereiro de 1987. Foi único porta-aviões da Índia por mais de uma década.

O navio com 13 andares de altura ficou conhecido na marinha indiana como "Mãe", foi utilizado na Operação Parakram, que foi o impasse entre a Índia e o Paquistão que se seguiu ao ataque ao Parlamento em 2001.

Durante sua carreira de 29 anos na marinha indiana, o Viraat recebeu 14 refits. Ele entrou no estaleiro em 28 de julho deste ano, Desta vez, eles estão removendo todo equipamento que seja ainda valioso antes de enviá-lo de volta para Mumbai afim de ser finalmente desmantelado.

O Viraat foi programado para ser retirado de serviço antes de 2010. Os atrasos na introdução do INS Vikramaditya fez a marinha adiar a aposentadoria do INS Viraat. Com a aposentadoria do Viraat, a vida operacional das aeronaves Sea Harrier indianas também chega ao fim. Eles ainda serão utilizados na formação de novos pilotos, quanto aos helicópteros Sea King, estes ainda serão usados em serviço.

A perda do Viraat deixa Índia sem um navio aeródromo até o INS Vikramaditya estar completamente operacional em oito meses. Com a China a tentando expandir sua influência, não é um bom momento para não estar em pleno vigor.

Não há futuro claro para o INS Viraat. O governo quer transformá-lo em um hotel ou resort. Outros grupos estão propondo o turismo de aventura. Mas até o momento não foi tomada nenhuma decisão, o que leva cada dia mais o INS Viraat próximo do derradeiro fim no desmantelamento.

A esperança é que o INS Viraat não vai acabar como o INS Vikrant. Esse navio foi vendido para a sucata. Onde seu aço foi fundido e utilizado para produção de tanques de combustível para motocicletas.


GBN seu canal de informações e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário