terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Turquia diz que não retira tropas do Iraque, exigência de Bagdá é retirada em 24 horas

A Turquia disse nesta segunda-feira que não iria retirar centenas de soldados que chegaram na semana passada a uma base no norte do Iraque, apesar de Bagdá ter exigido que eles fossem levados de volta em 48 horas.
A chegada súbita de uma força turca de tal porte e bem armada num campo perto da frente de batalha no norte do Iraque é mais um polêmico envio de militares para uma guerra contra os combatentes do Estado Islâmico, que conta com a maioria das potências mundiais.
Ancara diz que as tropas estão no local como parte de uma missão internacional para treinar e equipar forças iraquianas na luta contra o Estado Islâmico. O governo do Iraque afirmou não ter nunca convidado tal força e disse que levará o caso às Nações Unidas se ela não for retirada.
Washington, que lidera uma coalizão internacional contra o Estado Islâmico que inclui a Turquia, Estados árabes e potências europeias como o Reino Unido e a França, disse a Ancara e Bagdá para resolverem o impasse e afirmou não dá apoio a envios de forças para o Iraque sem a concordância de Bagdá.

A presença das tropas turcas é um constrangimento para o primeiro-ministro do Iraque, Haidar Abadi, que enfrenta forte pressão de grupos xiitas apoiados pelo Irã.

Turquia tem 24 horas para tirar tropas do Iraque



A Turquia deve retirar suas tropas do Iraque dentro de 24 horas, para evitar que o problema seja revisto pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, afirmou o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, nesta segunda-feira.


Na sexta-feira, centenas de soldados turcos (900, segundo autoridades iraquianas), acompanhados de dezenas de tanques e peças de artilharia, foram enviados à província iraquiana de Ninawa, sem a autorização de Bagdá, para supostamente treinar forças locais que lutam contra o Daesh no país. A decisão de Ancara gerou grande revolta no governo iraquiano, que prometeu usar todos os meios disponíveis para fazer a Turquia retirar imediatamente os seus militares do país. 

"Nós pedimos à Turquia que respeite a soberania do Iraque. Nós demos a eles (os turcos) 48 horas para resolver essa questão, e, agora, restam 24 horas", afirmou Abadi, citado pela mídia local. 


Fonte: Reuters / Sputnik News

0 comentários:

Postar um comentário