terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Agência da ONU decide encerrar inquérito sobre programa nuclear iraniano

O conselho da agência nuclear da Organização das Nações Unidas, composto por 35 países, decidiu encerrar nesta terça-feira a investigação sobre um possível programa secreto de armas nucleares do Irã, optando por apoiar um acordo de Teerã com as potências mundiais em vez de se debruçar sobre ações passadas.
Em uma vitória simbólica do Irã, o Conselho de Governadores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) aprovou uma resolução que encerra o inquérito de longa duração, mas permite que inspetores continuem monitorando o programa nuclear do país.
"A decisão do Conselho de Governadores hoje... abrirá um novo capítulo de cooperação entre o Irã e a agência", disse o embaixador do Irã na AIEA, Reza Najafi, a repórteres depois que a aprovação da resolução foi aprovada por unanimidade.
A AIEA elaborou neste mês um relatório sugerindo que o Irã tenha se envolvido na coordenação de atividades visando o desenvolvimento de uma bomba nuclear até 2003, embora não tenha encontrado evidências de trabalhos relacionados a armas após 2009.
Apesar da descoberta, ainda segundo a AIEA --a indicação mais clara, após 12 anos de investigação, de que o Irã estava perseguindo a capacidade de bomba atômica, mesmo negando essa acusação-- a reação internacional ao relatório tem sido reduzida.

Estados Unidos, Rússia, Grã-Bretanha, França, Alemanha e China chegaram a um acordo com Teerã em julho sob o qual as sanções que pesam sobre a economia do Irã serão suspensas em troca de restrições às atividades atômicas da República Islâmica.

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário