terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Aumento pela procura do sistema antiaéreo russo S-400 torna-se um pesadelo para Washington

O analista Marco Maier afirmou em artigo em Contra Magazin que Washington está “extremamente preocupado” com o interesse cada vez maior de países pela tecnologia de ponta russa do sistema de defesa aérea S-400.


 Ele lembra que a China tornou-se a primeira nação a adquirir o S-400 Triumf. Moscou e Pequim disseram ter firmado o acordo de US$ 3 bilhões no ano passado e os chineses poderiam receber o primeiro lote do complexo já em 2016. 

Nova Délhi está ansiosa para adicionar o sistema defensivo “móvel e extremamente eficaz” ao seu arsenal, acrescentou o analista. Relatos recentes sugerem que a Rússia e a Índia assinarão um acordo, estimado em US $ 6 bilhões, em um futuro próximo. O governo indiano deve comprar cinco unidades do S-400.

“Washington não está feliz com isso porque poderia infligir pesadas perdas nas forças aéreas dos EUA e seus aliados”, observou Maier.

Se mais nações optarem por colocar sistemas de defesa aérea de fabricação russa em serviço, segundo o analista, os EUA e seus parceiros seriam incapazes de atacar áreas protegidas pelo S-400 com caças convencionais, drones e mísseis. 

“Se o Irã ou a Índia comprarem o S-400, seriam capazes de proteger o espaço aéreo sobre o Paquistão e o Afeganistão. Um pesadelo para o Pentágono”, concluiu Maier.

O S-400 Triumf (SA-21 Growler na classificação da OTAN) é um sistema antiaeronaves e antimíssil capaz de interceptar todos os tipos de armamento aéreo moderno, incluindo aviões de guerra de quinta geração, bem como mísseis balísticos e de cruzeiro em um alcance máximo de cerca de 400 quilômetros.

Fonte: Sputnik News

0 comentários:

Postar um comentário