quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Ataques russos contra oposição síria ajudam Estado Islâmico, diz secretário britânico

O secretário das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, Philip Hammond, disse nesta quarta-feira que a insistência da Rússia em concentrar a maior parte de seus ataques aéreos na Síria contra forças da oposição em vez do Estado Islâmico tem ajudado os jihadistas a avançar.
A Rússia, um dos aliados do presidente sírio, Bashar Al-Assad, está realizando uma campanha de ataques aéreos que Moscou diz ter como alvo militantes do Estado Islâmico, mas que também apoia forças de Assad.
"A maior parte dos ataques aéreos russos continua a visar forças da oposição síria, em vez do Estado Islâmico", disse Hammond ao Parlamento.
"Com nossos parceiros da aliança, incluindo os Estados Unidos, iremos continuar a pedir em todas as oportunidades para os russos focarem os tiros somente no Estado Islâmico. É inaceitável que ação russa esteja enfraquecendo a oposição, logo, dando vantagem às forças do Estado Islâmico, as quais dizem estar lutando contra", acrescentou.

Na cúpula do G20 no mês passado na Turquia, o presidente russo, Vladimir Putin, disse ao premiê britânico, David Cameron, que buscava fazer mais para focar nos esforços russos de combate ao Estado Islâmico, disse uma fonte do escritório de Cameron.

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário