sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Planalto é notificado oficialmente sobre processo de impeachment


O Palácio do Planalto informou nesta sexta-feira (4) que já foi notificado oficialmente pela Câmara dos Deputados sobre a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A comunicação foi recebida pela Subchefia de Assuntos Parlamentares na tarde de quinta-feira (3).

O envio foi feito após o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ler em plenário a sua decisão, anunciada no dia anterior, de aceitar o início das investigações que podem resultar no afastamento de Dilma.


Segundo a Secretaria-Geral da Mesa da Câmara, foram enviadas ao Executivo a notificação da deflagração do processo e cópias do pedido de impeachment, assinado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior, e do despacho do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), dando início do processo.

Cunha autorizou a criação de uma comissão especial para analisar o mérito das denúncias e proferir parecer pela continuidade ou não do processo. A eleição do colegiado, formado por 65 integrantes titulares e igual número de suplentes, está prevista para a próxima segunda-feira (7). Os trabalhos devem começar no dia seguinte com a eleição do presidente e do relator.

A partir da eleição da comissão, começará a contar o prazo de dez sessões ordinárias da Câmara para a presidente se manifestar.

Discurso de Dilma

Em discurso nesta sexta, no encerramento da 15ª Conferência Nacional de Saúde, Dilma afirmou que, "pela saúde da democracia" do país, é necessário "lutar contra o golpe".

"Para a saúde da democracia, a gente tem de enfrentar desigualdades. Para a saúde da democracia, temos de enfrentar o preconceito, o preconceito como o contra mulheres, negros, a população LGBT, quem quer que seja. Em terceiro lugar, para saúde da democracia nós temos de defendê-la contra o golpe”, declarou, a presidente.
"Eu vou lutar contra esse pedido de imepachment, porque não fiz nada fiz que justifique esse pedido e, principalmente, porque tenho compromisso com a população deste país", continuou Dilma.

Fonte: G1 Notícias

0 comentários:

Postar um comentário