quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Irã fez esforço relevante para produzir armas nucleares até 2003, diz AIEA

O Irã fez antes do fim de 2003 um esforço coordenado relevante, apesar de limitado, para a produção de armas nucleares, disse a agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) num relatório confidencial visto pela Reuters nesta quarta-feira.
O relatório, produzido como parte do acordo de julho entre Teerã e seis potências mundiais, teve o objetivo de responder perguntas sobre a verdadeira natureza das atividades passadas nucleares do Irã, algumas das quais têm perseguido a República Islâmica por mais de uma década.
"A Agência avalia que uma gama de atividades relevantes para o desenvolvimento de um dispositivo explosivo nuclear foi conduzida no Irã antes do fim de 2003 como um esforço coordenado", disse o relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).
"A Agência também avalia que essas atividades não avançaram para além dos estudos científicos e de viabilidade e da aquisição de certas competências e capacidades técnicas relevantes", afirmou o estudo.
A redação do relatório foi mais clara do que alguns diplomatas antecipavam, dada que qualquer indicação de que o Irã havia buscado obter armas nucleares poderia tornar mais difícil a implementação do acordo de julho, que prevê a suspensão de sanções contra Teerã em troca da redução de suas atividades atômicas.

Um dos principais negociadores do Irã sobre o tema afirmou nesta quarta-feira que um relatório da AIEA sobre o programa nuclear iraniano mostrava que o projeto não tinha dimensões militares.

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário