sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Erdogan diz que tropas turcas não deixarão Iraque agora

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disse nesta quinta-feira que estava "fora de questão pelo momento" a retirada das tropas turcas do Iraque, depois de Bagdá ter acusado Ancara de enviá-las sem permissão.
A disputa azedou bastante as relações, com o embaixador turco no Iraque sendo convocado no sábado e a exigência de que a Turquia retirasse imediatamente centenas de soldados enviados nos últimos dias para o norte do Iraque, perto da cidade de Mosul, controlada pelo Estado Islâmico.
O ministro do Exterior do Iraque afirmou que as forças turcas entraram em território iraquiano sem o conhecimento de Bagdá, que viu a presença militar como um "ato hostil".
Falando à imprensa, Erdogan afirmou que as tropas estavam lá para treinar os combatentes peshmergas curdos, e não para participar de confrontos. Ele reiterou um comunicado anterior de que as forças foram enviadas depois de um convite do primeiro-ministro, Haider al-Abadi, no ano passado.
"O número de soldados nossos (no norte do Iraque) pode aumentar ou diminuir, dependendo do número de peshmergas a serem treinados", declarou Erdogan.
"Retirar os nossos soldados está fora de questão pelo momento."

Erdogan afirmou que haverá uma reunião entre a Turquia, os Estados Unidos e as autoridades curdas do norte do Iraque em 21 dezembro, mas não fez menção de conversas com Bagdá.

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário