sexta-feira, 6 de março de 2015

USAF de olho nos custo do programa LRS-B


Quem vencer a disputa para produzir a próxima geração de bombardeiros da Força Aérea dos EUA, deverá assinar um contrato custo, segundo William LaPlante disse em uma audiência no congresso americano na última quarta-feira (4).


William LaPlante, secretário assistente de aquisições da Força Aérea, disse aos membros da Subcomissão responsável pelos programas de projeção de força e poder naval, será "mais provável" um contrato de custo final, e não um contrato de preço fixo, para o programa long range strike-bomber (LRS-B).

O programa LRS-B está prevista para ser definido até o fim do primeiro semestre deste ano, e definirá o fabricante que irá produzir os 80-100 bombardeiros de última geração. A Northrop Grumman está competindo com uma equipe da Boeing e Lockheed Martin pelo contrato, com grande importância para a indústria de defesa.

Fonte: GBN GeoPolítica Brasil com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário