sábado, 21 de março de 2015

Rússia conclui exercícios militares no Ártico e região

A Rússia concluiu neste sábado (21) as manobras militares que mobilizaram mais de 80.000 soldados e que constituíram uma demonstração de força em meio ao impasse com o Ocidente no contexto da crise ucraniana.
"As tropas receberam ordens para retornar às suas bases permanentes", declarou o tenente-general Andrei Kartapolov.
O presidente Vladimir Putin ordenou na segunda-feira (16) a realização de exercícios, do Mar Negro ao Pacífico, passando pelo Ártico, incluindo o envio de bombardeiros nucleares para a Crimeia e mísseis balísticos em Kaliningrado, enclave russo no coração da Europa.
Os exercícios russos, criticados por países europeus vizinhos, são destinados, segundo especialistas, a mostrar ao Ocidente, incluindo à Otan, que o país está pronto para todos os cenários.
A Otan, por sua vez, demostrou sua capacidade no leste europeu para tranquilizar os vizinhos da Rússia, que é acusada de enviar tropas e armas aos separatistas pró-russos no leste da Ucrânia.
Para isso, a Otan mobilizou por três meses 3.000 soldados americanos nos países bálticos, reforçou a defesa do seu flanco oriental com a criação de uma nova força de 5.000 homens e decidiu criar um centro de comando na Bulgária.
O general Ben Hodges, comandante das forças terrestres da Otan, considerou "impressionantes" as manobras russas.
Fonte: G1 notícias

0 comentários:

Postar um comentário