sexta-feira, 13 de maio de 2016

Rússia conseguiu reconstruir Força Aerea após caos pós-soviético

A operação da Força Aeroespacial russa na Síria mostrou que Moscou conseguiu reconstruir a forças armadas depois dos tempos da desorganização pós-soviética, escreveu a revista The National Interest.

O colunista Dave Majumdar afirmou que a aviação russa por muito tempo ficou atrás da aviação ocidental e não tinha sistemas modernas de pontaria, como LITENING G4 ou Lockheed Martin Sniper. No entanto, a Rússia esta tentando nivelar rapidamente o atraso, desenvolvendo seu próprio sistema da pontaria. Em particular, os sistemas de caças Su-30 SM, os Su-35 e MiG-29 são desenvolvidos pelas estatais russos Rostec e Roscosmos.

"Tivemos uma reunião com os projetores e fabricantes dos sistemas e concordamos os planos. Segundo os planos confirmados, o primeiro produto será pronto para os testes até o final deste ano", disse o representante do Ministério da Defesa russo.

Além disso, os planes também incluem elaboração de sistemas de detecção electro-ópticos, lasers infravermelhos e tecnologias da ligação descendente.

"Provavelmente, a Rússia tem acelerado o desenvolvimento de novos sistemas de pontaria, porque a operação na Síria mostrou que não se pode participar na guerra moderna sem essa tecnologia", informou o artigo.

Quando os sistemas serão prontos a funcionar, as características dos aviões da Força Aeroespacial russa quase em todos os aspectos serão iguais às aeronaves americanas, que estão em serviço, como F-15, F-16 e F/A-18, concluiu o analista.

Fonte: Sputnik News

0 comentários:

Postar um comentário