segunda-feira, 30 de maio de 2016

Retomar a produção do F-22 é uma boa ideia?

Embora a Força Aérea dos EUA e a indústria tenham repetidamente tentado reativar a linha de produção do Lockheed Martin F-22, não é uma impossibilidade.

Os comentários do Gen. Mark Welsh marcaram a primeira vez que o Congresso lançou a ideia no mês passado, quando a Força Aérea reconheceu que uma reinicialização do programa F-22 uma saída para as necessidades da USAF.

Os legisladores condenaram a decisão de encerrar a linha de produção do F-22 desde que a Lockheed concluiu a produção do caça há quase cinco anos. Mas a ideia de um avivamento do programa F-22 poderia ter realmente ganhado força este ano, depois que toda a Câmara aprovou uma lei que, se aprovada pelo Senado e tornada em lei, irá levar ao estudo desta possibilidade.

A pedido do Congresso, a Força Aérea começou a reconhecer que uma retomada da linha de produção do F-22 seria necessária, Welsh disse quinta-feira em um evento organizado pela Associação da Força Aérea, que a Força Aérea pode até decidir por construir uma nova variante do F-22 em vez de um novo caça de sexta geração.

Apesar de altos funcionários da Força Aérea terem dito no passado que o projeto teria um custo proibitivo, essa "não é uma ideia louca", disse Welsh.

"Eu não acho que é uma ideia maluca, quero dizer que o sucesso do programa F-22 e a capacidade da aeronave e as tripulações que voam ela são bastante excepcionais. Acho que está provado que o F-22 é exatamente o que todo mundo esperava que fosse ", disse Welsh. "Nós estamos a usando ele de maneiras novas e diferentes e tem sido um sucesso espetacular e seu potencial é realmente notável. E assim olhando os resultados colhidos certamente eleva a ideia: Bem, você poderia construir mais? Não é uma ideia louca. "

A Força Aérea está atualmente trabalhando com a Lockheed Martin para determinar a viabilidade e o custo de tal projeto, disse Welsh.

Mas esta não é a primeira vez que a Força Aérea debruçou-se sobre o quanto custaria para voltar a construir novamente o caça stealth . Um estudo encomendado 2010 apontou que o custo para comprar apenas 75 caças F-22 estaria na casa dos 17 bilhões de dólares em 2008. E se a Força Aérea decidir atualizar o avião com tecnologia moderna, em vez de uma substituição, o preço do projeto poderia subir ainda mais.

O outro obstáculo é que a própria Lockheed pode não embarcar no programa de reiniciar a produção do  F-22. A empresa está focada no momento em sanar as falhas e produzir seu novo caça F-35 e isso demanda a utilização de toda a linha de produção, um retorno do F-22 poderia forças a realocar fundos do caça de ataque conjunto para retomada da produção do F-22.

GBN seu canal de informações e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário