quinta-feira, 26 de maio de 2016

Obama diz que Coreia do Norte segue 'sendo uma ameaça a médio prazo'

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta quinta-feira (26) que a Coreia do Norte "continua sendo uma ameaça a médio prazo" e uma "grande preocupação" para a comunidade internacional, durante a cúpula do Grupo dos Sete (G7) no Japão.
"Não vimos os progressos que quereríamos ver quanto a esforços para parar o programa nuclear norte-coreano", afirmou o presidente americano em pronunciamento aos veículos de imprensa no parque natural de Ise-Shima (centro do Japão), onde é realizada a cúpula.
Obama acrescentou que as provocações militares de Pyongyang "estão no centro das discussões e das negociações com a China", e destacou que a resposta de Pequim "melhorou", o que "poderia reduzir o risco de que a Coreia do Norte venda material nuclear ou de mísseis para outros países".
Segundo sua opinião, o regime liderado por Kim Jong-un "não representa a ameaça mais imediata" que a comunidade internacional enfrenta neste momento.
"Mas levando em conta o isolamento e a instabilidade do regime, representa o tipo de ameaça a médio prazo perante o qual devemos prestar toda a atenção possível", acrescentou Obama.
Os últimos testes nucleares e de mísseis de Pyongyang foram um dos temas discutidos pelos líderes do G7 durante sua reunião dedicada à política de segurança e de exteriores, e espera-se que os líderes adotem uma declaração conjunta na qual se condenem estes atos do regime norte-coreano.
Também está previsto que o texto final peça a aplicação das novas e mais duras sanções adotadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas contra o país asiático, depois que em janeiro e fevereiro ele detonou uma bomba nuclear e lançou um satélite com tecnologia de mísseis balísticos intercontinentais.
Fonte: EFE

0 comentários:

Postar um comentário