terça-feira, 17 de maio de 2016

Indústria de defesa vê desafio com aumento de gastos em defesa na Europa

A indústria de defesa poderia ter dificuldades para responder a um forte aumento nos gastos militares na Europa após anos de relativa estagnação, declarou o presidente e CEO da Saab.

Falando de Estocolmo antes do lançamento do caça Gripen NG, que ocorrerá amanhã (18), Hakan Bushke expressou sua preocupação com os dois candidatos que estão a frente na corrida presidencial dos EUA, insistindo que todos os países membros da OTAN contribuam com 2% do seu PIB para gastos de defesa, a indústria luta para atender às demandas de novos equipamentos que inevitavelmente parte desses membros europeus que gastam menos do que isso.

"Há uma expectativa que os EUA determinem que todos membros da OTAN gastem 2% do seu PIB em defesa para ser um membro. Não há nenhuma diferença real entre o republicano Donald Trump e a Democrata  Hillary Clinton sobre isso, eu acho que com base nisto veremos um grande aumento nos gastos de defesa na Europa. Você tem que questionar se a indústria de defesa pode proporcionar um grande aumento no volume a tão curto prazo, tendo por um longo período diminuido suas capacidades para tal ", disse Bushke.

Apesar de suas preocupações de que a indústria vá conseguir, ele acrescentou que sente a longo prazo que o setor deve ser capaz de atender a demanda. "A implicação da OTAN ter que investir 2%, e Trump tem sido muito corajoso e clara sobre isso, é que você vai ver um grande aumento nos gastos. Voltemos á década de 1930 para ver como era difícil obter meios para a indústria de defesa nacional quando o equipamento era necessário urgentemente: equipamento não para períodos de paz, mas para o conflito, com as pressões para mais equipamentos em um tempo mais curto.


GBN seu canal de informações e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário