quinta-feira, 5 de maio de 2016

Impressionante vídeo do tiroteio com EI que matou um soldado de elite dos EUA

O jornal 'The Guardian' obteve um vídeo que mostra o fogo cruzado mantido entre as forças curdas e militantes do EI na última terça-feira (3) no norte do Iraque, que resultou na morte de Charlie Keating um SEAL da Marinha originalmente do Arizona. De acordo com Steven Warren, um porta-voz do Pentágono, o soldado falecido era parte de uma força de resposta rápida enviados para auxiliar as forças curdas durante um confronto com militantes do Estado Islâmico.

As imagens mostram as forças curdas e forças de elite norte-americanas presas em um intenso tiroteio contra os militantes do grupo terrorista. A segunda parte do vídeo mostra um helicóptero Black Hawk dos EUA que pousa e decola e poderia ser utilizado pelos Navy SEALs para evacuação de feridos em combate.

Warren disse que os militantes atacaram forças curdas por volta das 07h30 hora local . A equipe de assessores norte-americanos que estava na aldeia de Tel Asqof, cerca de 3,5 km de distância do confronto, disse que as forças especiais levaram cerca de 20 minutos para chegar depois que eles começaram o confronto. O porta-voz do Pentágono revelou que o soldado Keating morreu devido ao "fogo direto inimigo", cerca de 09:30 daquela manhã fatídica.



A morte de Keating é a terceira perda em combate das forças americanas desde que os EUA enviaram tropas ao Iraque no verão de 2014 para dar suporte as forças locais e realizar missões de Operações Especiais contra o EI. Aos 31 anos Keating estava em sua terceira turnê no Iraque.

O EI estava tentando capturar a cidade iraquiana de Telskof das forças curdas, a linha de frente do EI não sabia que as tropas dos EUA estavam a cerca de 3,5 km, de acordo com Warren. O EI conseguiu reunir cerca de 125 combatentes e 20 veículos para o assalto, destruindo um posto de controle curdo enquanto atravessavam a linha de frente e se engajaram no confronto com as tropas curdas por mais de 12 horas.

    "O inimigo foi capaz de montar secretamente força suficiente, que incluía vários caminhões-bomba, alguns tratores e sua infantaria. Eles estavam proximos de romper através da linha curda " e "seguir" para o seu objetivo, disse Warren.
    Warren disse que a Força de Reação Rápida, dos quais Keating era uma parte, foi capaz de evacuar os conselheiros militares dos EUA "de forma relativamente rápida dentro do primeiro par de horas." Mas foi durante esta operação, observou ele, que Keating foi atingido por "fogo direto" .
    Dois helicópteros de evacuação médica foram chamados para evacuar Keating, apesar do fogo inimigo de armas leves, mas "o ferimento era grave e não foi possível ao militar sobreviver", disse Warren.
    O apoio aéreo da coalizão, incluindo F-15, A-10, B-52 e drones também responderam à ofensiva do EI com o lançamento de 31 ataques, destruindo 20 veículos inimigos e matando 58 combatentes, disse Warren.


    GBN seu canal de informações e notícias
    com agências de notícias

    0 comentários:

    Postar um comentário