sábado, 2 de maio de 2015

Dinamarca seleciona Piranha 5 e suspende a compra do sistema de artilharia

O MOWAG Piranha 5 foi selecionado para substituir os M113 da Dinamarca. A Dinamarca também optou por interromper a sua compra planejada de um novo sistema de artilharia autopropulsada 155 milímetros. Após um programa de avaliações foi selecionado o General Dynamics - MOWAG Piranha 5 8x8 para ser o novo veículo blindado (APC), anúnciou o Ministério da Defesa dinamarquês (MoD) em 30 de abril.

O anúncio marca o fim da maior competição de veículo blindado na Europa, sagrando-se vencedor o veículo 8x8 em uma competição fascinante que envolveu os principais fabricantes deste tipo de viaturas.

O Piranha 5 irá substituir os antigos M113 em serviço no exército dinamarquês, conferindo um melhor desempenho e um salto tecnológico as suas tropas.

Além disso, o Ministério da Defesa anunciou que iria ser suspensa a aquisição de um novo sistema de artilharia auto-propulsada de 155 milímetros.

A Dinamarca vai comprar um mínimo de 206 Piranha 5, com o número potencialmente subindo para 450, embora o Ministério da Defesa afirmou que "o número exato será determinado em uma data posterior."

Falando da seleção, o ministro da Defesa dinamarquês Nicolai Wammen disse: "Estou muito satisfeito que ... o Piranha 5 tenha sido o vencedor do programa de novos veículos blindados para a defesa. Nosso atual veículo blindado serviu bem o exército por muitos anos, e continuará algum tempo ainda, mas com Piranha 5 nós encontramos o veículo blindado que melhor pode atender as tarefas de defesa do futuro ".

No programa dinamarquês o Piranha 5 tinha competido em ensaios contra um outro 8x8, o Nexter VBCI, e três outros sobre lagartas: o FFG G5, CV-90 Armadillo da BAE Systems e o ASCOD 2 da General Dynamics, De acordo com o Ministério da Defesa, a seleção do Piranha 5 foi feita "após análise aprofundada e avaliação das ofertas dos fornecedores e teste dos veículos".

A decisão de suspender o programa de aquisição de artilharia da Dinamarca vem como resultado de uma necessidade de voltar a atribuir financiamento para reparar um de seus helicópteros AgustaWestland AW101 Merlin, que caiu no Afeganistão em Outubro de 2014. Apesar de o helicóptero só ter sofrido danos durante a tentativa de pouso perto de Mazar-i-Sharif, no norte do Afeganistão, o helicóptero sofreu grandes danos no acidente. De acordo com as informações, "se o helicóptero puder ser reconstruído ou ser substituído, haverá uma despesa de milhões", pelo menos 15.1 milhões de dólares.

"Neste contexto, houve um acordo ... para anular o concurso e adiar a compra do novo sistema de artilharia para o exército, que ajudará a criar uma flexibilidade financeira", afirmou o Ministério da Defesa.

O novo sistema de artilharia calibre 155/52mm visava substituir os obuses autopropulsados M109A3 de 155 milímetros, com planejamento para aquisição de 21 novas viaturas. Três ofertas tinham sido apresentadas pelos concorrentes para o programa: a Samsung ofertou o sistema K9 , a Nexter ofereceu o sistema CAESAR e a Elbit / Soltam Systems o ATMOS 2000.

De acordo com o Ministério da Defesa, a Dinamarca está estudando agora "as possibilidades de alugar ou tomar por empréstimo um sistema de artilharia moderna de outro país" como uma medida paliativa até que o país seja novamente capaz de efetuar a compra de um novo sistema.

0 comentários:

Postar um comentário