segunda-feira, 18 de maio de 2015

EUA não consideram enviar tropas para ajudar Iraque a retomar Ramadi

Os Estados Unidos vão apoiar a dura batalha a ser travada pelo Iraque para retomar o território perdido em Ramadi, mas o revés não levou os EUA a considerarem o envio de forças de combate norte-americanas, disseram à Reuters autoridades civis e militares dos Estados Unidos nesta segunda-feira.
"Ter tropas norte-americanas nesta batalha... (traria) uma série de problemas", disse uma autoridade militar dos EUA, que falou sob condição de anonimato. Uma segunda fonte militar norte-americana disse que esta opção não está sendo considerada.
Uma autoridade civil norte-americana disse à Reuters: "O que precisamos é que todos que estão no Iraque defendam o Iraque e, no fim das contas, serão os iraquianos."

"Lembre-se de quem é o país e quem tem de assumir responsabilidade por ele. Não serão os Estados Unidos, neste caso. São os iraquianos", disse a fonte civil.

Perder controle de Ramadi representa revés para forças do Iraque, diz militar dos EUA


As conquistas do Estado Islâmico na cidade iraquiana de Ramadi representam um revés para as forças de segurança iraquianas, disse o chefe do Estado-Maior dos Estados Unidos, general Martin Dempsey, acrescentando que isso é "lamentável, mas não incomum em guerras".
"Muito esforço agora será necessário para recuperar a cidade", disse o general em comunicado.
"Nós seguiremos apoiando as forças de segurança do Iraque com ataques aéreos, treinamento e equipamento dos Estados Unidos. Seguirão desafiando o governo do Iraque a redução das tensões sectárias e a preparação para a reconstrução."

Fonte: Reuters

0 comentários:

Postar um comentário