sábado, 23 de maio de 2015

Qual a diferença entre comunismo e socialismo? Existiu algum país realmente comunista?

As expressões "comunismo" e "socialismo" recebem significados nem sempre muito precisos. Numa explicação bem resumida, daria para dizer que, segundo a teoria marxista (veja quadro ao lado), o socialismo é uma etapa para se chegar ao comunismo. Este, por sua vez, seria um sistema de organização da sociedade que substituiria o capitalismo, implicando o desaparecimento das classes sociais e do próprio Estado. "No socialismo, a sociedade controlaria a produção e a distribuição dos bens em sistema de igualdade e cooperação. Esse processo culminaria no comunismo, no qual todos os trabalhadores seriam os proprietários de seu trabalho e dos bens de produção", diz a historiadora Cristina Meneguello, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Mas essas duas expressões também pode assumir outros significados. "Pode-se entender o socialismo, num sentido mais limitado, significando as correntes de pensamento que se opõem ao comunismo por defenderem a democracia. Em contraposição, o comunismo serviria de modelo para a construção de regimes autoritários", afirma o historiador Alexandre Hecker, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Assis (SP). Os especialistas são quase unânimes em afirmar que nunca houve um país comunista de fato. Alguns estudiosos vão mais longe e questionam até mesmo a existência de nações socialistas. "Os países ditos comunistas, como Cuba e China, são assim chamados por se inspirarem nas idéias marxistas.
Contudo, para seus críticos de esquerda, esses países sequer poderiam ser chamados de socialistas, por terem Estados fortes, nos quais uma burocracia ligada a um partido único exerce o poder em nome dos trabalhadores", diz o sociólogo Marcelo Ridenti, também da Unicamp. Logo após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), formou-se na Europa, sob liderança da União Soviética, um bloco de nações chamadas de comunistas. "Esses países tornaram-se ditaduras, promovendo perseguições contra dissidentes. A sociedade comunista, justa e harmônica, concebida por Marx, não foi alcançada", afirma Cristina.
Obras revolucionáriasTrês trabalhos de Karl Marx são a base para entender esses sistemas políticos
O sociólogo, historiador e economista alemão Karl Heinrich Marx (1818-1883) foi o principal pensador do marxismo, movimento filosófico e político nomeado em sua homenagem. Junto com Friedrich Engels (1820-1895), Marx detalhou sua teoria política e previu o colapso do sistema capitalista (baseado na propriedade privada) em três obras principais:
Manifesto Comunista
Escrito entre 1847 e 1848, esse famoso manifesto defendia a idéia de que a história de todas as sociedades existentes até então era a história da luta entre as diferentes classes sociais
Esboços da Crítica da Economia Política
Manuscrito preparado por Marx e Engels, entre 1857 e 1858, que discutia questões como a propriedade agrária e o mercado mundial
O Capital
No primeiro volume, lançado em 1867, Marx e Engels analisavam o modo capitalista de produção. Marx trabalharia até morrer nos dois volumes seguintes, mas eles só seriam publicados por Engels em 1885 e 1894.

Fonte: Mundo Estranho

2 comentários:

Olá senhores.
Resumindo, todas as tentativas de implantar o comunismo/socialismo só servem para provar que estes sistemas não funcionam. Matam mais do que o que combatem, e retiram as liberdades individuais de forma SEMPRE criminosa e brutal em nome da paz, amor e sexo fácil.

Sempre que este lixo ideológico de 1800 dá errado (porque é o único resultado possível), colocam o nome do ditador da moda na tragédia. Na Rússia Stalinismo, em Cuba castrismo, na Venezuela Chavismo, na China Maoismo e assim vai... Assim com na Alemanha não houve a maravilha do nazismo, houve sim o Hitlerismo.... Hahahahahahhahaha....

Só esta comparação ridícula com os "intelectuais" da esquerda em seus covis das federais aparelhadas, para os fazerem parar de defecar pela boca. Senhores, não precisamos esperar o fim de um erro para saber que não esta certo, a melhor maneira de confrontar os canalhas que defendem este lixo ideológico é tomar nota e esfregar na cara OS FATOS, AS PRÁTICAS, OS RESULTADOS. O discurso, especialidade de parasita esquerdista, é sempre muito lindo, rebuscado, repleto de boas intensões... Preciso dizer o velho ditado das boas intensões e do inferno?!?!??!

Em nome destas desgraças, mata-se, e sempre que colapsam dizem que nunca existiram e não podem ser julgados por isso. Em paralelo, no popular das ruas, é a velha conversa de "só vou colocar a cabecinha", quando acordam ja é tarde!!! Estes assassinos ROUBAM tudo que não produziram, pois não produzem, e depois de matar todos os independentes, se matam e colocam a culpa num banqueiro qualquer ou americano.

O irônico deste texto (curto) acima, é a alegação de que o estado atrapalha a implementação do excremento ideológico. A esquerda em todas as matizes só quer uma coisa, ESTADO!!! Os ditos intelectuais esclarecidos, que dizem possuir o monopólio da virtude, só querem o que não conseguem por mérito, competência ou qualquer esforço PRÁTICO, PODER!!! Quer deixar um otário esquerdeopata nervoso? Fale sobre meritocracia..... Hahahaha... A dita bondade do camarada some em 2 tempos.

Estes idiotas chamam a velha aristocracia europeia de DIREITA. Nada mais falso e ilusório que isso. Para provar, basta fazermos um contraponto simples. Se a esquerda é o comunismo e a direita é o fascismo, por que combatem os americanos como os GRANDES INIMIGOS DO MUNDO??? Se fosse correta a canalhice proferida pela esquerda, os EUA deveriam se parecer mais com o regime Nazista..... Só que não!!! Nos EUA vc pode ter a opinião que quiser, pode amar que quiser, pode protestar e se vestir como quiser, assim como em Israel. Estes países livres e liberais (a verdadeira direita é o liberalismo = menos estado) não tem nada haver com o fascismo. Na verdade o fascismo flerta em TUDO com a esquerda e seu desejo de estado para subjugar tudo que funcione. A desculpa de separar por classe ou raça é só engodo para safado tomar o que é dos outros.

O único resultado prático da esquerda é a miséria, a desigualdade não existe porque todos são miseráveis. E isso foi muito bem escrito e fundamentado por Von Misses. A teoria da economia planificada é a perfeição da refutação monetária da esquerda. A esquerda NUNCA vai funcionar. Hoje vemos os bostas da UNICAMP levantarem bandeiras keynesianas com os gastos irresponsáveis do estado afundando o país, sim, o staff das políticas econômicas do PT e companhia estão nos quadros desta universidade que um dia já foi respeitada. Hoje é só vergonha e doutrinação Marxista... Também..... Quer coisa mais ridícula do que ouvir lições sobre o capital de quem odeia o capital??? Tenho sérias dúvidas se esquerdistas sabem somar 2 + 2.... As poesias sujas iludem demais aos problemáticos e complexados esquerdeopatas. Alguem ai lembra dos DelfinBoys da CEPAL??? Sim aqueles que acabaram com o seu dinheiro da aposentadoria.............. hahahahahhahhahahhaa..... E o velho Delfin esta ai, firme e forte, defendendo Dilma e a cambada dela, dando pequenas cutucadas para que o chamem a ativa novamente. Disse o poeta que “os bons morrem jovens”, hoje eu acredito!

Outro fator interessante é perceber que os idiotas das federais esquerdosos só leem livros e artigos que eles mesmos escrevem. É como se alimentar das próprias fezes, por isso não mudaram nada desde O Capital nos idos de 1800. São incapazes de reconhecer as merdas, e por isso são ABSOLUTAMENTE parciais. Assim como as mídias sujas e de baixa tiragem deles... Acusam todos de serem porcaria, coxinha, reacionários, etc.... Chamam a Veja, por exemplo, de parcial..... Pergunta!!! Alguém já viu um jornal ou revista da esquerda IMPARCIAL??? Nem precisam perder seus tempos, já li mais de 40 publicações deles, das com linguajar mais rebuscado aos folhetins "dos operários/proletariado".... Que perda de tempo, tudo resume-se a reclamar dos bancos, proprietários de terras, liberalismo e quem nasceu em condições melhores e tiveram educação.

Resumindo, tudo se resume como eu disse, a observar os fatos e não ao que dizem. Fazendo isso, não há livrinho mágico para estes canalhas que os ajudem. Bem, se refutá-los, garanto que os senhores serão promovidos milionários, elite branca ou agente da CIA. Acontece todos os dias nos debates que participo pelas mídias sociais. Bem, não esperem educação dessa raça escrota, quando não conseguem argumentar, mostram quem são e ultimamente não tenho tentado aliviar para eles como fazia no principio, também não me preocupo em escrever de maneira formal ou comportada.
A esquerda sempre que reclama dos bancos, desejo do fundo do meu coração que possam morar num paraísos ditatoriais como Cuba, Coréia do Norte, etc... Um paraíso na terra destes que não tem bancos. Também, a palavra crédito (não só no sentido financeiro) esta relacionada a confiança.... Alguém confia em político? No estado? Em um comunista?

Vou encerrando por aqui, e aproveito enquanto ainda posso me expressar para debatermos. Daqui a pouco, nem a retórica dos idiotas úteis de que "lutaram" para que pudéssemos nos expressar vai colar mais e mostram suas garrinhas com termos lindos para justificar.

Grande abraço.

Allan C. Galvão.
allangalvao@gmail.com

Postar um comentário