segunda-feira, 18 de maio de 2015

Engenheiro da Marinha britânica denuncia falhas de segurança em flotilha nuclear

Um engenheiro da Marinha Real do Reino Unido pode passar uma longa temporada na prisão após revelar falhas graves na segurança e no controle dos submarinos da classe Vanguard equipados com mísseis Trident.


Williams McNeilly enumera, em um texto divulgado na internet, até 30 alegações de infrações de segurança, acesso e manutenção na flotilha baseada na Escócia. As alegações representam, segundo uma denúncia, "um desastre esperando para acontecer."

"Nossas armas nucleares são alvos amplamente aberto a ataques e é só questão de tempo até que sejam infiltrados por um psicopata ou um terrorista", diz o engenheiro, que tem 25 anos. McNeilly tem paradeiro desconhecido, mas parece disposto a se entregar às autoridades militares. 

O Ministério da Defesa negou verdade nas as alegações e, de acordo com um porta-voz, afirmou que "são pontos de vista pessoais, subjetivos e infundados."



"A Marinha Real considera a segurança nuclear extremamente a sério e estamos investigando tanto a publicação não autorizada deste documento quanto seu conteúdo", afirmou uma fonte ministerial.

McNeilly se identifica no texto "A ameaça nuclear secreta" como "um engenheiro técnico em Sistemas de Armamentos Estratégicos que sacrificou tudo para informar ao público sobre o quão perto estamos de uma catástrofe nuclear."

"Sacrifiquei minha liberdade, uma carreira bem remunerada, meus salários e possivelmente a minha vida", ressalta antes de descrever sua situação como "mais parecida com a de David contra o Super-Homem do que a de David contra Golias."


Fonte: Sputnik News

0 comentários:

Postar um comentário