quinta-feira, 14 de maio de 2015

Novo satélite brasileiro deve ser lançado no final de 2016, diz Bittar

O ex-deputado federal Jorge Bittar tomou posse nesta quinta-feira (14), em Brasília, como novo presidente da Telebrás, estatal do setor de telecomunicações. Em seu discurso de posse, ele citou o lançamento do novo satélite geoestacionário brasileiro e a instalação de um novo cabo submarino entre Brasil e Europa entre as suas principais metas no cargo.
De acordo com Bittar, a previsão é que o satélite entre em órbita no último trimestre de 2016, com dois anos de atraso em relação ao prazo inicial. A compra e desenvolvimento do equipamento está sendo feito pela Visiona Tecnologia Espacial, empresa criada por meio de uma parceria entre a Telebrás e a Embraer. O projeto é estimado em R$ 700 milhões.
O satélite geoestacionário (fica parado em uma posição) será usado para comunicações militares brasileiras e também para oferecer serviço de banda larga.

Já o cabo submarino vai permitir a comunicação digital e a troca de dados diretamente entre Brasil e a Europa. Hoje esse tráfego passa necessariamente pelos EUA. Um dos objetivos dessa medida é dificultar a espionagem do governo norte-americano.

Engenheiro eletrônico e engenheiro da Embratel por 21 anos, Bittar disse que a Telebras vai contribuir nos próximos anos com a universalização da banda larga no país e para fortalecer a indústria brasileira de peças e equipamentos para o setor de telecomunicações.

Presente à cerimônia de posse, o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse que a Telebras estava praticamente desativada nos últimos anos e que o objetivo do governo agora é reativá-la. Segundo ele, o papel da estatal será implantar infraestrutura pública capaz de combater as desigualdades no mercado de internet no país, reduzindo custos do serviço e ampliando o acesso.

Fonte: G1 Notícias

0 comentários:

Postar um comentário