segunda-feira, 13 de abril de 2015

Hillary lança corrida para a Casa Branca com promessa de defender cidadãos comuns

Hillary Clinton prometeu ser a defensora dos norte-americanos comuns neste domingo ao lançar sua tão esperada campanha para chegar à Casa Branca como candidata do partido Democrata.
"Os americanos comuns precisam de um defensor. E eu quero ser esta pessoa", disse Hillary no vídeo de lançamento de sua campanha divulgado na Internet.
"Os americanos têm lutado para sair de um período econômico difícil, mas as cartas ainda estão dispostas em favor dos que estão no topo", disse ela.
Hillary perdeu a batalha pela indicação do partido Democrata para Barack Obama em 2008.
"É oficial: a Hillary vai concorrer à presidência", disse John Podesta, um dos principais assessores de Hillary em um e-mail enviado aos apoiadores de sua candidatura em 2008.
"Ela está se dirigindo para Iowa para começar a falar diretamente com os eleitores. Haverá um evento formal de lançamento da campanha no próximo mês."
A campanha de Hillary para a eleição de novembro de 2016 deve enfatizar seus planos para lidar com a desigualdade econômica e capitalizar sua tentativa histórica de ser a primeira mulher a assumir o comando dos Estados Unidos, disseram assessores.
Um de seus maiores desafios será o de mostrar um lado mais pé no chão ao se conectar com os eleitores comuns. Críticos, incluindo progressistas dentro de seu próprio partido, dizem que depois de décadas como esposa do ex-presidente Bill Clinton, senadora e secretária de Estado, ela perdeu o contato com o povo.

Em uma nota divulgada no sábado, o coordenador da campanha de Hillary, Robby Mook, disse a funcionários que, apesar da meta ser eleger Hillary presidente, a campanha não é sobre ela, mas sobre os "americanos comuns". 
Mesmo antes do anúncio muito aguardado deste domingo, os potenciais adversários republicanos já começaram a bater em Hillary. O ex-governador da Flórida Jeb Bush criticou a orientação de política externa dos EUA quando Hillary era secretária de Estado.
"Temos de fazer melhor do que a política externa de Obama-Clinton que tem prejudicado as relações com nossos aliados e encorajado nossos inimigos", disse Bush em um vídeo divulgado por um comitê de ação política.
Bush, irmão do ex-presidente George W. Bush, está atualmente explorando a candidatura à presidência.
O senador por Kentucky Rand Paul, que começou formalmente na semana passada sua campanha para ser candidato à Casa Branca pelo partido Republicano, fez uma ronda em programas de entrevistas neste domingo para criticar a maneira como Hillary lidou com o ataque contra a missão diplomática dos EUA em Benghazi, na Líbia, em 2012.
Fonte: Reuters 

1 comentários:

ELA VEM AO BRASIL PARA UMA REUNIÃO COM LULA E DILMA PARA MONTAR SUA PLATAFORMA POLÍTICA............... JESUS, ONDE VAMOS PARAR......

É SÉRIO!!!! ELA VEM AQUI APRENDER................................. :O(

Postar um comentário