quarta-feira, 25 de setembro de 2019

O TURKISH AEROSPACE INDUSTRIES (TAI) HÜRKUŞ: O GALO-DE-BRIGA TURCO


Nos últimos anos, num período marcado pelo fim da (Primeira) Guerra Fria e o crescimento do terrorismo internacional pós-11 de setembro, muitas forças aéreas do planeta, geralmente com orçamentos bastante apertados, se viram na necessidade de enfrentar ameaças de contra-insurgência, assimétricas, internas e de baixa intensidade, além da necessidade de treinar e adestrar suas tripulações com um mínimo de eficiência operacional, se viram na obrigação de adquirir equipamentos com custos operacionais significativamente mais baixos do que aeronaves movidas a reação.

Por tais razões, o mercado de aviação de aeronaves turboélices leves de treinamento com capacidade de ataque, caça e vigilância vem crescendo, com a entrada de novos produtos que disputam esse concorrido mercado. Motivados pelo sucesso do Embraer A-29 Super Tucano (que pode ser considerada uma aeronave pioneira nesse mercado) em serviço há mais de uma década na Força Aérea Brasileira (FAB) e que equipa mais de uma dezena de forças aéreas pelo mundo afora, outros fabricantes aeronáuticos estão lançando aeronaves para tentar conquistar uma fatia desse mercado.
         
Outras aeronaves que também estão incluídas nessa categoria são o norte-americano  Beechcraft T-6 Texan II (e a sua versão armada AT-6 Wolverine), o alemão Grob G 120TP, o KAI KT-1, o suíço Pilatus PC-21 e o sérvio UTVA Kobac. Uma dessas aeronaves em especial está sendo desenvolvida pela empresa aeronáutica da Turquia Turkish Aerospace Industries (TAI) e apresenta um futuro promissor nesse disputado setor: o TAI Hürkuş.

O TAI Hürkuş
            
O TAI Hürkuş (nome que em turco significa “Pássaro Livre”) é uma aeronave turboélice em tandem (assentos montados no sentido longitudinal da aeronave) de dois lugares, de asa baixa e monomotor, sendo desenvolvida pela TAI como uma nova aeronave de treinamento básico e com capacidade de ataque ao solo para as Forças Armadas Turcas.
            
A aeronave recebeu o nome de Vecihi Hürkuş (6 de janeiro de 1896 – 16 de julho de 1969), um piloto veterano da Primeira Guerra Mundial e da Guerra da Independência da Turquia, um pioneiro da aviação turca, o primeiro fabricante de aviões turco e o primeiro proprietário de uma companhia aérea em solo turco.

Design, desenvolvimento e características
            
O desenvolvimento do TAI Hürkuş começou com um acordo assinado entre o Subsecretariado das Indústrias de Defesa da Turquia (Savunma Sanayii Müsteşarlığı – SSM) e a TAI em março de 2006. Nos termos do contrato, a empresa projetará, fabricará e completará a certificação civil da aeronave para a Segurança da Aviação Europeia nos regulamentos de certificação de aeronaves leves (CS-23).
            
O Hürkuş será equipado para voos diurnos e noturnos, bem como treinamento básico de pilotos, voo por instrumentos, treinamento de navegação, treinamento de armas e formação. Terá também capacidade de ataque leve e vigilância armada. A aeronave terá boa visibilidade de ambos os cockpits com um ângulo de visão de 50 graus do cockpit traseiro, pressurização da cabine (nominal de 4,16 psid), assentos de ejeção Martin-Baker Mk T-16 N zero-zero, um sistema de geração de oxigênio a bordo (OBOGS), um Sistema de Controle Ambiental (Vapor Cycle Cooling), um sistema Anti-G, trem de pouso de alta absorção de choque para missões de treinamento e arquitetura de comandos Hands On Throttle and Stick (HOTAS). A Microtecnica de Turim, Itália foi selecionada para fornecer o sistema de controle ambiental da aeronave. O Hürkuş foi projetado para uma vida útil de 35 anos.


            
A aeronave é equipada com uma versão da confiável turbina canadense Pratt & Whitney PT6, a A-68T, que desenvolve 1.200 kW (1.600 shp) (o Super Tucano também é equipado com a PT6), que roda uma hélice Hartzell de cinco pás, também semelhante a do A-29. As asas do Hürkuş são equipadas com winglets em suas pontas, que possibilitam mais economia e um melhor desempenho da aeronave.
            
O programa de desenvolvimento de Hürkuş sofreu alguns atrasos. Em 2007, previa-se que o primeiro protótipo voasse no final de 2009 com a primeira entrega, após a conclusão do processo de certificação, prevista para 2011. No dia 27 de junho de 2012, o Hürkuş foi lançado oficialmente em uma cerimônia realizada nas instalações da TAI em Kazan. A data prevista para o primeiro voo foi adiada para mais tarde em 2012 e ocorreu de fato em 29 de agosto de 2013, quando a aeronave voou da Base Aérea de Akıncı em Ancara em um voo de 33 minutos.
            
O governo turco indicou que a aeronave deve atrair vendas de exportação, possivelmente de países do Oriente Médio, países africanos ou países com orçamentos limitados da força aérea (como é o caso da América Latina). De acordo com uma reportagem da CNN turca, a Austrália e a Suécia demonstraram interesse na aeronave.
            
Em 2016, a aeronave de treinamento Hürkuş-A recebeu um Certificado de Tipo de Validação CS-23 pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) e um Certificado de Tipo de Aeronave pela Direção Geral Turca de Aviação Civil (DGCA).
            

O Exército turco encomendou 15 aeronaves Hürkuş-B com mais 40 opções. As entregas estão programadas para meados de 2017. No momento (setembro de 2019) quatro aeronaves foram entregues para o Exército turco e seguem em avaliação.
            
Em fevereiro de 2017 fotos foram divulgadas pelo Ministério da Defesa turco, mostrando o protótipo Hürkuş-C carregando mísseis guiados antitanque de fabricação turca Roketsan UMTAS, foguetes guiados a laser Roketsan Cirit, um pod eletro-óptico e de infravermelho (EO/IR) (provavelmente o Aselsan Common Aperture Targeting System ou CATS) e tanques de combustível externos.
            
No dia 7 de abril de 2017, um Hürkuş-C disparou um míssil antitanque Roketsan L-UMTAS que atingiu com sucesso o alvo no solo.

Variantes

Hürkuş-A

Versão básica e desarmada que foi certificada pela EASA de acordo com os requisitos do CS-23. Destina-se ao mercado civil. Em 2016, a aeronave de treinamento Hürkuş-A recebeu um Certificado de Tipo de Validação CS-23 pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) e um Certificado de Tipo de Aeronave pela Direção Geral Turca de Aviação Civil (DGCA).

Hürkuş-B



Versão avançada com aviônicos integrados (incluindo HUD, MFDs e Computador de Missão). O layout da cabine é semelhante aos caças F-16 e F-35. O exército turco tem um pedido de 15 aeronaves e opção para mais 40. As entregas estavam programadas para meados de 2017. O Exército turco atualmente opera quatro modelos B, ainda em fase de avaliação, treinamento de tripulações e integração de sistemas.

Hürkuş-C



Versão armada para a função de suporte aéreo próximo terá uma carga máxima de armas de 1.500 kg e também carregará um sensor infravermelho (FLIR) voltado para o futuro. Será capaz de operar a partir de pistas despreparadas. O Exército turco manifestou interesse em usar a aeronave em ambientes de contrainsurgência (COIN) e espera-se que atraia pedidos de exportação. A principal vantagem será reduzir o custo do poder aéreo, especialmente em teatros de combate de baixa intensidade, onde as ameaças à guerra antiaérea são mínimas. A Força Aérea Turca encomendou 12 modelos C.

Versão para a Guarda Costeira Turca

A TAI planeja oferecer outra versão do Hürkuş para apoiar as operações de patrulha marítima da Guarda Costeira turca. O assento traseiro da aeronave seria ocupado por um operador do sensor FLIR usando um sistema ASELSAN FLIR.

Hürkuş-C UAV (Drone)

Uma versão não tripulada (UAV) do Hürkuş-C está sendo desenvolvida para as Forças Armadas da Turquia para ambientes de combate mais perigosos.

Especificações (Hürkuş-C)

Características gerais:

Tripulação: dois (piloto e instrutor ou piloto e operador de sistemas)
Comprimento: 11,17 m
Envergadura: 9,96 m
Altura: 3,70 m
Motor: 1 × turboélice Pratt & Whitney Canada PT6A-68T, 1.200 kW (1.600 shp)
Hélices: Hélice Hartzell de 5 pás HC-B5MA-3

Desempenho:

Velocidade máxima: 574 km/h
Velocidade de cruzeiro: 463 km/h
Velocidade de estol: 143 km/h
Alcance: 1.478 km
Autonomia: 4,25 horas
Teto de serviço: 10.577 m
limites de g: + 7 / -3,5
Taxa de subida: 22 m/s

Armamento (apenas Hürkuş-C):

Armas: carrega pods de metralhadoras 12,7 mm e canhões de 20 mm
Foguetes: Roketsan Cirit, foguetes de 2,75 polegadas
Mísseis: Roketsan UMTAS
Bombas: Mk-81, Mk-82, Tübitak SAGE HGK-3 (82), Tübitak SAGE KGK-82, BDU33 (treinamento) e MK106 (treinamento)

Aviônicos:

Computador de dados aéreos
Sistema de referência de atitude e rumo
Transmissor localizador de emergência
GPS
Transponder Mode S
Altímetro de radar


Por Luiz Reis, Professor de História no Estado do Ceará e da Prefeitura de Fortaleza, Historiador Militar, entusiasta da Aviação Civil e Militar, fotógrafo amador, brasiliense com alma paulista, reside em Fortaleza/CE. Luiz é Articulista renomado e parte da equipe do GBN Defense News.


GBN Defense News - A informação começa aqui


Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger