sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

India e Rússia avançam em cooperação de Caças e aeronave de transporte

Yuri Slyusar, novo CEO da United Aircraft Corporation (UAC)  está confiante de que a Rússia e a Índia vão fechar o contrato para o novo caça de 5ª geração indiano (FGFA) em 2015.

"A Rosoboronexport está em fase final de negociações para o contrato FGFA", disse Slyusar em 19 de fevereiro na Aero India 2015. "Achamos que existe a possibilidade de assinar o acordo. Pelo menos do lado russo acha que vai ser feito em 2015. "

Slyusar, que substituiu Mikhail Pogosian em 15 de janeiro, disse que os dois lados tinham assinado contratos preliminares e detalhados do projeto para o programa FGFA, que é baseado no Sukhoi T-50 PAK-FA que deve entrar em serviço na Força Aérea Russa. "O nível de cooperação que temos com a Índia é algo que não há com qualquer outro país", acrescentou.

Pressionado para sobre mais detalhes, ele disse que o Workshare entre os dois países sobre o FGFA ainda era objeto de negociações,  o programa será dividido entre a russa UAC e a indiana Hindustan Aeronautics Limited (HAL) .

As autoridades indianas já disseram que eles estão empurrando a Rússia para recuperar a participação no programa de desenvolvimento, pois após o investimento de 10.5 bilhões de dólares, a participação indiana no programa foi recentemente reduzida de 25% para 13%, sem consulta. A Índia também está à procura de um maior acesso à configuração de design do caça, que segundo os russos é negado.

Existem reservas indiana sobre o programa FGFA, que inclui perguntas sobre motor AL-41F1 do caça, embora Slyusar anunciou em 20 de fevereiro, que a série de testes para a próxima geração do propulsor está em curso.

A Força Aérea Indiana (IAF) planeja adquirir cerca de 130 FGFA, abaixo da projeção anterior de cerca de 220 aeronaves.

Enquanto isso, funcionários da UAC disseram que o projeto preliminar para a aeronave de transporte médio em conjunto entre a  HAL / UAC foi concluída e que o próximo passo para o programa era "definir as características de desempenho técnico". Uma comissão russo-indiana foi criada para discutir este e após concluída, o próximo passo será a definição de "parâmetros comerciais" do programa.

Segundo divulgado em outubro de 2012, os dois lados assinaram um contrato para um projeto preliminar (PDP) para concepção do MTA, que deverá ter uma carga de entre 15 e 20 toneladas. Segundo informado, os planos preveem  que 45 aeronaves irão ser adquiridas pela IAF, e outras 100 para a Força Aérea da Rússia, há também a projeção de um número de 60 aeronaves que poderão ser exportadas.

Os governos da Índia e da Rússia assinaram um acordo de colaboração para o desenvolvimento do MTA em novembro de 2007, com a joint venture entre a HAL e a UAC sendo firmada em 2010.

Fonte: GBN com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário