sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

B-52H "Ghost Rider" ressurge das cinzas.


Um bombardeiro B-52H chamado "Ghost Rider" (motoqueiro fantasma) está de volta dos mortos.

O bombardeiro estava no "cemitério" da Base Aérea de Davis-Monthan, Arizona, quando foi selecionado para substituir outro B-52 que foi danificado em um incêndio, disse o major. Phillip Ventura, porta-voz da 2nd Bomb Wing.

Em 28 de janeiro de 2014, dois pilotos sofreram ferimentos leves quando um vazamento de oxigênio causou um incêndio em um B-52H, que estava passando por manutenção de rotina, Ventura informou que, embora o avião não tenha sido destruído, reparar o dano foi considerado demasiadamente caro.

Global Strike Command decidiu que a opção mais rentável seria substituir o bombardeiro danificado por outro B-52H estocado na 309 Aerospace Maintenance and Regeneration Group, comumente conhecido como o 'cemitério' da Base Aérea Davis-Monthan, Ventura disse.

Além de ser um local onde os aviões estocados, uma das missões da base é restaurar a aeronave ao status de vôo, disse ele.

"O 309 AMRG abriga atualmente cerca de 4.000 aeronaves, incluindo 12 B-52s, 7000 motores e cinco veículos aeroespaciais da Força Aérea, aeronaves do Marine Corps, Exército, Guarda Costeira e várias agências federais, incluindo a NASA", disse Ventura.

Depois que o "Ghost Rider" foi selecionado para substituir o B-52H danificado, as tripulações dos 2nd e 307th  Bomb Wings passaram 70 dias em Davis-Monthan tornando o avião capaz de voar a Base Aérea de Barksdale, Louisiana, disse ele.

"A equipe composta por pessoal da 2nd Bomb Wing e a 307th Bomb Wing continuará a revitalizar a aeronave, utilizando peças do bombardeiro danificado", disse Ventura. "O Programa B-52 calcula que o custo aproximado de 13 milhões, com uma data de conclusão estimada para meados de 2016".

O novo Tratado Estratégico de Redução de Armas assinado em fevereiro de 2011 estabelece limites de quantos bombardeiros estratégicos os EUA e a Rússia podem ter.

"Nosso escritório tem trabalhado lado a lado com os seus homólogos em todo este processo", disse Ventura. "O incidente foi tratado de forma adequada, de acordo com a orientação estabelecida no tratado."

Fonte: GBN com agências de Notícias

0 comentários:

Postar um comentário