quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Volume de entregas da Embraer sobe 20% em 2009, mas receita cai 13%


O número de aeronaves entregues pela Embraer em 2009, de 244 unidades, superou em quase 20% o total entregue em 2008, além de ficar acima da expectativa da empresa, que previa entregar 242 jatos. Mas apesar de ser um resultado recorde para a empresa, as entregas de 2009 não devem ter um impacto significativo na receita da companhia, uma vez que os jatos executivos custam bem menos que os modelos da aviação comercial.

O resultado foi impulsionado, principalmente, pelo aumento na entrega de jatos executivos, que saltou de 36 para 115 aeronaves. Deste total, 93 são do modelo Phenom 100, que iniciou sua operação em 2008, com a entrega de duas unidades. O Phenom 100, porém, tem um custo médio de US$ 3,5 milhões, enquanto que o preço de tabela do jato Embraer 190 é da ordem de US$ 39,5 milhões.

Na aviação comercial, segundo balanço divulgado ontem pela Embraer, foram entregues 122 jatos, 40 a menos que em 2008. Entre os modelos que registraram maior queda nas entregas está o Embraer 170, que reduziu de 55 para 11 unidades em 2009 e o Embraer 190, de 78 para 62.

A Embraer já havia anunciado, em outubro, uma estimativa de queda de cerca de 10% na receita em 2010 em relação a 2009. Segundo o diretor de Inteligência de Mercado da aviação Comercial, Luiz Chiessi, em 2009 a receita da companhia deverá ficar em torno de US$ 5,5 bilhões, o que também representará uma redução de 13% em comparação com 2008.

O ano de 2010, de acordo com Chiessi, ainda será marcado por uma retração no mercado de aviação, mas já começa a dar sinais de uma leve recuperação em relação ao ano anterior. "As campanhas de vendas aumentaram bastante entre o fim de 2009 e começo deste ano, o que demonstra uma disposição maior das empresas aéreas em efetivar novos contratos". As vendas de 2010, no entanto, segundo o executivo, não devem resultar em um impacto substancial nas entregas, devido ao ciclo longo de produção de uma aeronave.

As previsões da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) para 2010, segundo o diretor da Embraer, ainda indicam um prejuízo acumulado pelas empresas aéreas da ordem de US$ 3 bilhões a US$ 4 bilhões. "Nesse panorama de perda de receita e retração de demanda, muitas empresas pediram aos fabricantes de aeronaves uma reprogramação de entregas". Em 2009, segundo a IATA, o setor aéreo perdeu US$ 11 bilhões.

Segundo o executivo, muitas companhias aéreas diminuíram a utilização dos seus aviões, mas a previsão é de que já esteja acontecendo uma retomada gradual da operação dessas aeronaves. O segmento de aviação comercial da Embraer terminou 2009 com 265 pedidos firmes em carteira e opções de compra para 722 unidades. Em dezembro, a carteira de pedidos firmes da Embraer somava Us$ 16,6 milhões. Em 2008, o valor era de US$ 20,9 bilhões.

Fonte: Valor Econômico
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger