terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Anac comprova alta expressiva na tarifa


A tarifa média cobrada em voos domésticos foi de R$ 318,45 em novembro, ou R$ 6,25 a mais na comparação com o mês anterior, informou ontem a Agência Nacional de AVIAÇÃO Civil (Anac). É o maior valor desde abril, quando o preço médio havia ficado em R$ 319,72.

O levantamento da Anac comprova a disparada no preço das passagens aéreas no último trimestre de 2009, conforme divulgou na semana passada o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em novembro a alta foi de 18%, seguida por 46% em dezembro. No ano, a taxa acumulada foi de 31,89%.

O aumento de R$ 6,25 na tarifa média é o maior desde 2005, quando o preço médio nominal passou de R$ 392,59 para R$ 421,26, ou R$ 28,67 de diferença nos meses de outubro e novembro. O valor médio nominal que o passageiro paga por quilômetro transportado (yield tarifa) ficou em R$ 0,48 em novembro de 2009 - em outubro o yield havia ficado em R$ 0,46. O valor nominal do yield acumulado no ano é de R$ 0,47. Já a tarifa média em 11 meses é de R$ 316,94.

O analista de AVIAÇÃO da Planner Corretora, Brian Moretti, vê espaço para novos reajustes até meados de março. A estimativa dele leva em consideração dados de desempenho do setor em 2009, divulgados na semana passada.

"Em dezembro, a taxa de ocupação dos aviões ficou em 73,7%, o melhor resultado desde janeiro de 2007. Isso mostra uma melhor administração entre oferta e demanda", diz Moretti. Relatório da Planner estima um crescimento de até 12% na demanda por voos domésticos em 2010. No ano passado, a expansão ficou em 17,65%, o melhor desempenho desde 2005.


Fonte: Valor Econômico
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger