terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Processo de falência da Japan Airlines começa nesta Terça



A falência da Japan Airlines (JAL), considerada uma das maiores da história do Japão, começa o seu processo nesta terça, marcando a derrocada de uma empresa ex-estatal que simbolizou as aspirações internacionais do Japão em uma determinada época.

A JAL, uma das maiores companhias aéreas da Ásia, continuará nos céus baseada em um plano de reestruturação, que tentará livrar a empresa de uma dívida de US$ 16 bilhões. Essa reestruturação vai retirar um terço dos empregos do seu pessoal, que atualmente é de 47 mil pessoas. Rotas que não são lucrativas também serão encerradas.

"Eu não estou preocupado com o futuro da companhia, pois acredito que o governo vai apoiá-la com força. Como ela crescerá como negócio, entretanto, é incerto. Não sei como a JAL pode reconstruir sua rede nos âmbitos nacional e internacional", disse o analista de crédito Yasushiro Matsumoto.



A sua principal rival, a All Nippon Airways Co., deve se tornar a maior companhia aérea do Japão após a bancarrota. A JAL perdeu mais de 90% da sua capitalização de mercado desde o início do mês. Com um valor de mercado de US$ 150 milhões, a JAL é agora menor que a Croatia Airlines e a Jazeera Airways, e vale menos que um avião Boeing 474-8.



A companhia foi considerada por muitos japoneses um símbolo da reestruturação do país, chegando a ter 50 mil funcionários e 280 aviões. Cerca de 15 mil vagas serão cortadas e pelo menos 20 rotas serão cortadas, segundo fontes.


Os diretores da companhia aérea japonesa Japan Airlines (JAL), a maior da Ásia, decidiram nesta terça-feira declarar a falência da companhia, de acordo com a lei de Reabilitação Corporativa, segundo a agência japonesa "Kyodo".

O governo japonês deve apresentar ainda hoje um plano de reestruturação para a companhia, com o objetivo de manter as operações da empresa.

A Japan Airlines vem sofrendo com os efeitos da crise econômica, a competição da rival All Nippon Airways e ainda tem de lidar com uma série de falhas de segurança que abalaram a confiança dos passageiros na companhia.

Dados divulgados pela empresa em novembro mostraram dívidas de cerca de 1,5 trilhão de ienes (US$ 16,5 bilhões). O pedido de concordata é parte do plano de reestruturação que vem sendo elaborado pelo Etic (Enterprise Turnaround Initiative Corp of Japan), fundo criado no ano passado para ajudar na recuperação de empresas financiadas com empréstimos governamentais.

O plano inclui o corte de cerca de 15.600 empregos --um terço da força de trabalho da empresa-- e ainda deve levar a uma redução no número de voos, tanto domésticos como para outros países, segundo a Kyodo.

A americana Delta Air Lines e sua rival, American Airlines, vêm fazendo ofertas à Japan Airlines, em busca de uma participação maior no mercado asiático. A Delta e seus parceiros da aliança SkyTeam já ofereceram US$ 1 bilhão --incluindo US$ 500 milhões em dinheiro. Já a American informou estar pronta para injetar US$ 1,4 bilhão em dinheiro na companhia, mais que o US$ 1,1 bilhão inicialmente oferecido.


Fonte: EFE

Nota do Blog: Mais uma gigante da aviação enfrenta dificuldades e um futuro incerto, a JAL é uma grande empresa, possui uma bela história, mas todo gigante deve estar sempre atento ao mercado e as inovações, pois senão pode cair, e a queda geralmente é muito grande, vale lembrar o caso de uma gigante brasileira a Varig.
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 

GBN News - GeoPolítica Brasil Copyright © 2012 Template Designed by BTDesigner · Powered by Blogger