sábado, 23 de julho de 2016

Pilotos que abateram Su-24 russo estão entre golpistas


Os pilotos, que derrubaram o caça bombardeiro Su-24 russo, estão entre os envolvidos na tentativa de golpe militar na Turquia, disse o vice primeiro ministro turco, Mehmet Simsek,neste sábado (23).


"Eu gostaria de deixar claro para a opinião pública russa, que os pilotos, que derrubaram a aeronave russa, também estão envolvidos na tentativa de golpe militar", disse ele. "Assim, temos enfrentado uma certa conspiração ou plano secreto."

O vice-premiê disse que a decisão de abater a aeronave "não era política". Ele expressou a esperança de que as relações entre os países voltem a ser de confiança.

O caça F-16 da Força Aérea turca no dia 24 de novembro de 2015 abateu um bombardeiro Su-24M russo, envolvido nas operações antiterroristas da Rússia na Síria, que Ankara alegou ter violado o espaço aéreo do país, na fronteira com a Síria.

O Ministério da Defesa da Rússia disse que o Su-24M foi ao limite do território sírio e "não houve violação do espaço aéreo da Turquia." O Piloto Oleg Peshkov foi morto por rebeldes no solo após ejetar da aeronave, o segundo piloto foi resgatado e levado para a base russa. O incidente resultou no corte de quase todos os laços comerciais e econômicos entre os dois países. Ankara recusou-se a pedir desculpas pelo caça derrubado e a morte do piloto.

Em 27 de junho, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse a repórteres que o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, enviou ao presidente russo, Vladimir Putin, uma mensagem na qual ele pediu desculpas pelo avião Su-24 abatido e "destacou a prontidão para fazer todo o possível para a restauração das relações tradicionalmente amigáveis entre a Turquia e a Rússia ".

Na noite de 16 de julho, um grupo de insurgentes realizaram uma tentativa de golpe militar na Turquia, onde os distúrbios principais estavam em Ancara e Istambul. Relatórios recentes dizem que cerca de a ação deixou 246 mortos e 2.185 feridos na tentativa de golpe.

Turquia espera melhoria nas relações com a Rússia


A Turquia espera a melhoria nas relações amigáveis ​​com a Rússia, disse Simsek.

"Estamos felizes que as relações de amizade entre a Rússia e a Turquia estejam se restaurando", disse ele. "A Rússia é o nosso principal parceiro comercial, nosso vizinho, assim, damos especial atenção às relações russo-turca não só no comércio, investimentos e turismo, mas em uma escala mais ampla."

"Nós gostaríamos de continuar a melhorar ainda mais as nossas relações de amizade com a Rússia", disse ele.

A melhoria das relações entre a Turquia e a Rússia irão favorecer ambas as economias, disse Simsek.

"Restaurando as relações políticas entre a Rússia e a Turquia influenciará positivamente tanto as economias da Rússia como da Turquia", disse ele. "Somos vizinhos e precisamos uns dos outros, e as nossas economias estão intimamente relacionadas."

Em 29 de junho, os presidentes tiveram uma conversa telefônica, pela primeira vez nos últimos sete meses, onde eles concordaram em considerar uma reunião. Depois da conversa, Putin ordenou ao governo iniciar as discussões com Ancara para retomar a cooperação comercial e em outras esferas.



GBN seu canal de informações e notícias 
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário