quarta-feira, 27 de julho de 2016

Continuam as buscas pelo piloto do AF-1B

Apesar das intensas buscas ainda não foi possível localizar o Capitão de Corveta Igor que caiu no mar após seu caça AF-1B N-1011 ter colidido no ar com outro caça AF-1B pilotado pelo Capitão de Fragata Rogerdson, que após a colisão conseguiu retornar a BAeNSPA e pousar em "segurança", ambos integrantes do esquadrão Falcão. 


As buscas contam com vários meios mobilizados,dentre os quais helicópteros do Exército Brasileiro, Força Aérea e meios dos Bombeiros estão engajados na operação de busca e resgate, várias embarcações estão empenhadas nas buscas que seguem desde o momento do acidente sem interrupções.

Segundo testemunhas que presenciaram a colisão entre as aeronaves e a queda do AF-1B no mar, o piloto não conseguiu se ejetar da aeronave. 

A cada minuto que passa reduz as chances de se resgatar o piloto com vida. Por meio de nota enviada na tarde desta quarta, a Marinha afirma que as buscas permanecem desde o momento do acidente e vão prosseguir de forma contínua. Navios e aeronaves da Marinha estão no local. 

Tanque suplementar do AF-1B localizado após a queda
A Marinha informou que foi aberto um Plano de Emergência Aeronáutica, que é feito a partir do momento em que se descobre o acidente, para, posteriormente, abrir uma investigação para apurar as causas. 

Há indícios, como o relato de testemunhas que assistiram ao acidente,de que o piloto tenha permanecido dentro da aeronave durante a queda e pode estar preso a mesma, sendo uma das hipóteses para que o piloto ainda não tenha sido resgatado.

O Navio de Pesquisa Hidroceanográfico H-39 "Vital de Oliveira", chegou na tarde desta quarta-feira (27) ao local do acidente para auxiliar nas buscas pelo piloto. Segundo a Marinha, o piloto acionou a ejeção da aeronave por volta das 14h30 da terça-feira (26). No entanto, a corporação não confirma que ele tenha conseguido sair da aeronave.

A assessoria da Marinha disse que não se pronuncia sobre a possibilidade do piloto ter ficado preso à cabine "por se tratar de uma hipótese".

No momento, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico "Vital de Oliveira", que possui equipamentos adequados para a realização de buscas no fundo do mar esta no local iniciando sua participação na operação de resgate

Esperamos por mais informações e torcemos para que nosso aviador naval seja resgatado com vida. 

GBN seu canal de informações e notícias

0 comentários:

Postar um comentário