sexta-feira, 1 de julho de 2016

Gabão interessado no Super Tucano

A Embraer tem demonstrado a sua aeronave A-29 Super Tucano de treinamento e ataque leve no Gabão como parte dos esforços para vender o avião para o país do Oeste Africano.

Durante a exposição, o Super Tucano realizou ataques com foguetes simulados, mostrando sua capacidade de manobra e realizou um bombardeio simulado.

Após a demonstração, os funcionários da Embraer realizaram uma sessão de trabalho com o ministro da Defesa do Gabão, a fim de explorar a possibilidade de adquirir o tipo.

O Super Tucano tem feito sucesso na África, e tem sido vendido para meia dúzia de países no continente. Nigéria está atualmente explorando a possibilidade de adquirir a aeronave.

A encomenda mais recente veio de Gana, que encomendou cinco aeronaves em uma venda anunciada no dia 19 de junho de 2015. O contrato inclui suporte logístico para a operação destas aeronaves, bem como o set-up de um sistema de treinamento para pilotos e mecânicos em Gana que irá proporcionar a autonomia da Força Aérea de Gana na preparação de pessoal qualificado. O A-29 Super Tucanos será implantado para o treinamento avançado, vigilância das fronteiras e missões de segurança interna.

A encomenda de Gana veio dias após Mali ter assinado um contrato para aquisição de seis Super Tucanos em 15 de junho do ano passado, juntando-se a Angola, Burkina Faso, Mauritânia e Senegal como clientes africanos.

A Embraer registrou um número promissor de pedidos para o seu Super Tucano por países africanos, que o vêem como um avião de ataque leve de baixo custo que também pode ser usado como treinador.

Angola recebeu oficialmente seus três primeiros de seis Super Tucanos em julho de 2013 e está usando-os para a vigilância das fronteiras, ataque e treinamento de pilotos. Burkina Faso foi o primeiro país Africano a receber um Super Tucano, recebendo três aeronaves em setembro de 2011 para missões de patrulha de fronteira. Em outubro de 2012 Mauritânia recebeu a sua primeira aeronave, com torres de sensores para funções de vigilância, embora também será usado para missões de contra-insurgência.

Em abril 2013 Senegal comprou três A-29 Super Tucano, bem como um sistema de treinamento para pilotos e mecânicos.

O A-29 Super Tucano é capaz de executar uma ampla gama de missões, que incluem ataque leve, vigilância aérea e interceptação e contra-insurgência.

O Super Tucano está equipado com uma variedade de sensores e equipamentos, incluindo um sistema infravermelho / eletro-óptica com designador laser, óculos de visão noturna, comunicações seguras e um pacote de link de dados.

O armamento compreende uma metralhadora calibre .50 em cada asa. Cinco hardpoints podem transportar uma carga externa máxima de 1 550 kg (3 420 libras). Opções de armas incluem uma variedade de armas, bombas, pods de foguetes e mísseis ar-ar.

GBN seu canal de informação e notícias
com agências de notícias

0 comentários:

Postar um comentário