segunda-feira, 4 de julho de 2016

Eu te vi: novo radar russo pode detectar jatos 'invisíveis' F-35

O caça F-35 Lighting II é a aeronave mais avançada no arsenal do Pentágono, mas o poderoso radar russo Podsolnukh (Girassol) é capaz de detectar e acompanhar um avião de quinta geração ou qualquer outro jato que tenha sido produzido para evitar a detecção, informa a agência Svobodnaya Pressa.

O radar de superfície de curto alcance é fabricado pela empresa OJSC NPK NIIDAR, baseada em Moscou. O Ministério da Defesa da Rússia planeja colocar estes sistemas no Ártico, bem como nas fronteiras ocidentais e meridionais da Rússia.
Há uma vantagem adicional que este tipo de radares apresentam. "As estações das ondas curtas indicam os jatos de combate tão claramente como os aviões da Segunda Guerra Mundial", diz a Svobodnaya Pressa, se referindo a aviões avançados que foram produzidos para evitar a detecção por radares ou sonares, como o F-35.

s radares Podsolnukh podem oferecer mais. O sistema pode ser colocado a funcionar em dez dias e necessita uma equipa operacional de apenas três pessoas, foi explicado à imprensa. Ele não precisa de tanta potência, é fácil de operar e não tem muito equipamento. As estações de radar têm que ser colocadas à distância de 370 quilômetros umas das outras para receberem uma cobertura total.
Os sistemas OTHR terrestres e marítimos se tornam cada vez mais populares em países costeiros que querem proteger as zonas econômicas exclusivas da pirataria, contrabando e pesca ilegal. Eles têm também aplicação militar.
Neste momento, três estações Podsolnukh estão já operacionais na Rússia. Elas estão localizadas nas áreas do mar de Okhotsk, do mar do Japão e do mar Cáspio.

Fonte: Sputnik News

0 comentários:

Postar um comentário